Notícia

Laranjão: o Ford F75 de 1978 que faz sucesso em Boa Esperança

Lavrador de 50 anos descobriu a paixão por carros antigos quando ainda era criança, no interior do Espírito Santo

Laranjão, um Ford F75 fabricado em 1978
Laranjão, um Ford F75 fabricado em 1978
Foto: Acervo Pessoal

A paixão do lavrador João Caliman por carros antigos começou desde cedo, ainda criança. Quando ficou de frente com o primeiro Ford F75, comprado pelo pai, Marcos, sentiu logo a emoção. 

Morador de Boa Esperança, na região Norte do Espírito Santo, João conta que Laranjão — fabricado em 1978 — é uma herança de família e faz sucesso na zona rural da cidade. De acordo com ele, o carro tem somente 42 mil quilômetros rodados e todas as peças que compõem sua estrutura são originais de fábrica.

Leia também

"É um 'cara' robusto, forte, de lataria bastante resistente e que chama a atenção de todas as pessoas aqui no interior. Acredito que esse sucesso todo seja por conta de ser um carro antigo, de cor chamativa, já que ele é laranja, e por trabalharmos com ele na roça, levando em consideração que geralmente carros assim são vistos apenas em salões de carros antigos", comentou João, que tem 40 anos.

O proprietário do Laranjão assume que o assédio às vezes ultrapassa o limite da mera observação. Segundo João, colecionadores de outros lugares já viajaram para Boa Esperança com a intenção de comprar o automóvel. Contudo, ciumento que é, a ideia de se desfazer de Laranjão sequer foi cogitada.

"Alguns especialistas me visitaram e ofereceram propostas, mas o carro é de família e não pensamos em vendê-lo. Ele pertence à família Caliman. Além disso, meu pai hoje tem 92 anos e ama o carro. Eu apenas utilizo para o trabalho na roça. Nele transporto café, palha, adubo e outras coisas do dia a dia", relata João, que não esconde seu maior desejo: "O carro é lindo, porém, precisa de reforma. Ele está ficando apodrecido por dentro. Espero um dia ter esse sonho realizado", finalizou.

Ver comentários