Notícia

Rede Gazeta lança grupo de jornalismo de dados

Equipe G.Dados reúne jornalistas que já têm experiência com reportagens especiais

Redação Multimídia da Rede Gazeta
Redação Multimídia da Rede Gazeta
Foto: Vitor Jubini

Com o objetivo de ampliar e melhorar a produção de matérias jornalísticas com técnicas baseadas em dados, a Rede Gazeta criou uma equipe especial, batizada de G.Dados. O grupo reúne jornalistas que já realizam reportagens desse tipo e que servirão como disseminadores de informações para os demais integrantes das redações da Rede Gazeta - TV e Redação Multimídia (A GAZETA, Gazeta Online, Notícia Agora e CBN Vitória).

> Confira trabalhos já publicados pelo G.Dados

O jornalismo de dados é voltado para reportagens especiais e investigativas, com técnicas de apuração próprias, que reforçam valores importantes para a Rede Gazeta, como profundidade do conteúdo, precisão das informações e matérias de cunho analítico.

Na prática, o jornalismo de dados é o processo de descobrimento, coleta, análise, filtragem e combinação de dados, números e informações. Sempre com a intenção de construir histórias. Além disso, as técnicas permitem elaborar visualizações mais inteligíveis e interessantes das informações presentes nas bases de dados exploradas.

Essa maneira de fazer jornalismo virou uma tendência. Primeiro porque a evolução tecnológica permitiu processar grandes quantidades de informações, por exemplo, em sites de órgãos públicos. Segundo, porque no mundo houve um movimento de governança transparente que “estimulou” instituições a disponibilizarem suas informações de forma mais aberta.

Daí surgiram os portais de transparência e as leis específicas, como a Lei de Acesso à Informação. “O Brasil avançou muito quanto à transparência das informações nos últimos anos. Há atualmente disponível uma riqueza em informações. No entanto, é difícil para o cidadão apurar e comparar essas informações”, avalia o diretor de jornalismo da Rede Gazeta, Abdo Chequer.

A estratégia de criação de grupos focados nessa modalidade de jornalismo já vem sendo adotada, há algum tempo, por outros veículos do país, como O Globo, Folha e Estadão, e também ao redor do mundo, caso de The Guardian (Reino Unido), e Boston Globe e The New York Times (EUA).

A proposta é ter um espaço onde os profissionais de jornalismo possam trocar experiências de trabalho, buscar e debater as pautas de dados e estratégias, investir em treinamentos e novas tecnologias. “A Rede Gazeta já tem um grande portfólio de reportagens, inclusive premiadas, feitas a partir de dados. Agora queremos aumentar e qualificar ainda mais essa produção”, afirma a repórter Vilmara Fernandes, integrante do grupo.

O jornalismo de dados já rende frutos há alguns anos na Gazeta. Já foram várias as reportagens surgidas da raspagem de informações, entre elas as premiadas, nacionalmente inclusive, “Máfia da pesca”, “Caixa-preta dos sindicatos” e “Uma ilha cercada por esgoto”.

A equipe (que está aberta para novos integrantes) vai trabalhar junto com os demais jornalistas da Rede no desenvolvimento de reportagens em áreas diversas que vão de trânsito a política, passando por esporte, cultura, segurança, saúde... O objetivo é valorizar e expandir a produção jornalística dos diversos veículos da Gazeta.

“O jornalismo de dados vai cavar, organizar e apresentar essas informações ao leitor dizendo em que medida aquilo importa para a vida dele. É uma importante ferramenta que ajuda a minimizar as injustiças”, afirma Abdo.

A criação do G.Dados é umas das frentes do projeto Gazeta 2020. “Temos como objetivo fazer com que a empresa chegue firme ao futuro. Faremos isso com jornalismo de qualidade, solidez e produtividade”, finaliza Abdo Chequer. 

O GRUPO

Objetivo

Qualificar e ampliar a produção de reportagens jornalísticas baseadas em dados na Rede Gazeta.

O que é jornalismo de dados?

É o processo de descobrimento, coleta, análise, filtragem e combinação de dados com o objetivo de construir histórias. É mais uma ferramenta para reforçar e embasar a produção de notícias.

Ver comentários