Notícia

Voos diretos de Vitória para Argentina começam em 19 de janeiro

O valor mínimo das passagens será de R$ 600 - ida e volta. A viagem vai durar aproximadamente até três horas

Entrada no novo Aeroporto de Vitória
Entrada no novo Aeroporto de Vitória
Foto: TV Gazeta

O novo Aeroporto de Vitória vai contar com voo direto para Buenos Aires, na Argentina, a partir do dia 19 de janeiro de 2019. O anúncio foi feito pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) e pela Gol, que vai operar a linha. A informação foi adiantada com exclusividade pela coluna Leonel Ximenes, do Gazeta Online, na manhã desta terça-feira (30).

O anúncio é fruto de um contrato assinado entre as empresas aéreas e o Governo do Espírito Santo, após sancionada uma nova legislação que possibilita a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de 25% para até 7% na querosene de aviação - combustível utilizado pelas aeronaves e um dos principais custos para as companhias.

Leia também

Os voos sairão de Buenos Aires e de Vitória todos os sábados. O valor mínimo das passagens será de R$ 600 - ida e volta. A viagem vai durar aproximadamente até três horas. De Vitória partirá um voo às 10h45, pousando na capital argentina às 13h35. Já de Buenos Aires sairá um voo às 14h15, chegando em Vitória às 18h30.

“Já tramitamos junto à Anac, só não começamos a vender ainda, mas é para o dia 19 de janeiro. Vamos tentar iniciar as vendas na próxima semana, se tudo for aprovado”, declarou o executivo de relações institucionais da Gol, Bhrener Matos.

A aeronave utilizada será um Boeing 737-800, com 186 assentos de capacidade. 

NOVAS ROTAS PARA O ESTADO

Com o novo Aeroporto de Vitória, a Avianca - que não atuava no Espírito Santo - passou a disponibilizar dois voos diários para o Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP). Além disso, a Latam passou a ter voos diretos também para Fortaleza, no Ceará. A empresa aumentou ainda o número de voos cargueiros para Miami, nos Estados Unidos, de uma para duas linhas diárias.

O presidente da Abear, Eduardo Sanovicz, explica que todo esse processo faz parte da primeira parte e que só será possível anunciar novos destinos após a análise da demanda. “A segunda fase do programa depende do sucesso da primeira. As empresas vão analisar os resultados dos primeiros voos. Crescendo aí vamos ter uma segunda fase. Ainda não é possível dizer para qual destino haverá vôos no futuro”, explicou.

Ainda na primeira fase, a Azul também deve anunciar um novo destino nos próximos meses. O presidente da associação das empresas, no entanto, disse que ainda não é possível detalhar. “Em alguns meses, poucos - dois, talvez três - a Azul vai fazer um anúncio, a última das grandes empresas. A empresa não faz agora porque ainda tem alguns ajustes técnicos para serem realizados. Isso vai completar o que é a primeira fase”, pontuou.

A legislação foi sancionada pelo Governo do Estado e prevê a redução de ICMS para as empresas aéreas que cumprirem contrapartidas, como a criação de novos voos regionais, novos voos internacionais e novos voos de carga para qualquer destino. A redução é de 25% para 12% caso um critério seja cumprido e para 7% caso dois sejam cumpridos.

“É uma operação ganha-ganha. Vamos aumentar nossa atratividade, aumentar o fluxo de turismo e qualificá-lo, que é um objetivo estratégico nosso”, explicou o governador Paulo Hartung.

A mesma situação deve acontecer no Aeroporto de Linhares, que está com obras em uma das pistas e prevê atender a região Norte, o Sul da Bahia e parte de Minas Gerais, de acordo com o governador. As obras devem terminar até meados de 2019 e em breve também haverá reforma no terminal de passageiros.

Ver comentários