Notícia

Casa "pendurada" gera discórdia entre morador e prefeitura no ES

Município mandou pedreiro demolir parte da varanda e prometeu instalar geomanta, mas morador não concorda com método e quer muro no local

Paulo Cesar, dono da casa que está pendurada em um barranco no Bairro Aparecida
Paulo Cesar, dono da casa que está pendurada em um barranco no Bairro Aparecida
Foto: Ricardo Medeiros

Quem passa pelo Bairro Aparecida, em Cariacica, se assusta com a presença de uma casa pendurada em um barranco. Ela está com a parte debaixo à vista, o que dá a impressão de que o imóvel pode cair a qualquer momento. A situação piorou com as últimas chuvas que deixaram parte da casa está sem proteção do solo. A prefeitura de Cariacica já mandou o morador, o pedreiro Paulo Cesar Andrade,  demolir a varanda da casa e adotar outras medidas para evitar a queda. No entanto, prefeitura e proprietário do imóvel não conseguem chegar a um acordo para proteger a casa e, principalmente, as pessoas ao redor.

Em situações de áreas de risco como essa, a prefeitura de Cariacica utiliza das chamadas geomantas - uma proteção impermeabilizante feita de material semelhante ao PVC para evitar o deslizamento de terra. No entanto, o pedreiro Paulo Cesar Andrade, dono da casa, não confia no método. Para ele, o ideal seria construir um muro no local. “Eu não quero a geomanta porque não funciona, é só um quebra-galho. Pra mim não há risco nenhum de queda, estou tranquilo. O local não vai ceder, é só fazer um muro, bater uma laje e até aproveitar o espaço embaixo para fazer uma garagem ou um comércio”, declarou Paulo Cesar.

Apesar do protesto do morador, o uso da manta impermeabilizante é visto pela prefeitura como seguro. Ele já foi implementado em bairros como Porto de Santana, Itanguá, Bandeirantes e Nova Canaã. “A gente hoje tem 100% de eficiência. São mais de 58 mil metros protegidos pela geomanta e não ocorreu nenhum deslizamento nessas áreas”, declarou o secretário de Defesa Social do município, Alexandre Ribeiro.

Selo do 21º Curso de Residência em Jornalismo da Rede Gazeta

O material, porém, precisa de cuidados, já que além do desgaste natural, a geomanta pode ser afetada por atitudes de moradores. No próprio Bairro Aparecida, por exemplo, há uma geomanta em frente a casa de Paulo Cesar, e esta proteção possui rachaduras devido a construção de uma cerca no local.

PREFEITURA

Em nota, a prefeitura de Cariacica declarou que o proprietário do imóvel já foi notificado após uma visita técnica feita por engenheiro e pela Defesa Civil de Cariacica. Na ocasião foi verificada a necessidade de demolir a varanda do local para diminuir a carga de peso da construção. A nota também confirma que o barranco deve receber proteção da geomanta. Caso o morador não cumpra a recomendação de demolir a varanda e permitir a instalação da proteção, o Ministério Público poderá ser acionado.

O autor é residente em jornalismo. Texto sobre orientação de Daniella Zanotti

Ver comentários