Notícia

Mais Médicos: veja cidades onde profissionais ainda não se apresentaram

Prazo para apresentação termina nesta sexta-feira

Médico em atendimento: no Estado, 170 profissionais do programa já começaram a exercer suas funções
Médico em atendimento: no Estado, 170 profissionais do programa já começaram a exercer suas funções
Foto: arquivo

Os médicos com registro no Brasil que se inscreveram para participar do programa Mais Médicos têm até hoje para se apresentarem. No Espírito Santo, apesar de todas as vagas terem sido preenchidas, em 12 municípios 16 médicos, que escolheram o local para atuar, ainda não compareceram.

A maioria das cidades desta lista está no Norte do Estado: São Mateus, Aracruz, Vila Pavão, Pinheiros e Linhares. Em seguida vem os municípios do Sul: Alegre, Cachoeiro, Ibitirama, Marataízes. Também há dois do Noroeste, Itaguaçu e Ecoporanga, e na Grande Vitória, a Serra.

Leia também

Os dados foram obtidos em levantamento com cada prefeitura dos municípios contemplados no edital do programa do governo federal. No total, estão destinadas 213 vagas em 47 municípios de Norte a Sul do Espírito Santo.

Em alguns lugares, os médicos já informaram que desistiram da vaga, como em Itaguaçu. No município, foi oferecida uma vaga desde que o governo de Cuba decidiu sair do programa Mais Médicos, em novembro deste ano.

“A Prefeitura Municipal de Itaguaçu tinha direito a um profissional do Mais Médicos. Contudo, na quarta-feira o profissional que se inscreveu comunicou que não assumiria a vaga. A prefeitura colocou médicos de outras áreas para cobrir a área descoberta”, disse a prefeitura em nota.

Em todo o Brasil, 47% dos médicos ainda não tinham se apresentado até o dia 10 de dezembro. O Programa recebeu 36.490 inscrições, preenchendo 98,7% das vagas, ou seja, 8.411 profissionais para as 8.517 vagas disponibilizadas no edital que teve a inscrição encerrada no dia 7 de dezembro.

No Espírito Santo, 180 profissionais se apresentaram, sendo que 170 já começaram a trabalhar.

SEM MÉDICOS

Os municípios de Baixo Guandu, Vargem Alta e Muniz Freire, que tinham médicos cubanos, desta vez nem sequer foram contemplados no edital do programa. Isso está deixando as cidades desguarnecidas.

A coordenadora da estratégia da Saúde da Família de Vargem Alta, Olga Natani Pin Fassarela, diz que três médicos cubanos deixaram o município. Desde então, pacientes precisam esperar até 15 dias por uma consulta e a ida nas comunidades foi suspensa.

“As pessoas não deixam de consultar, mas estão aguardando mais tempo desde o dia 16 de novembro, quando quatro médicos encerraram as atividades. Se o município não for contemplado no próximo edital teremos que contratar por conta própria e isso trará impacto para a folha de pagamento”, esclarece.

EQUIPE REDUZIDA

O Ministério da Saúde informou, por meio de nota, que as cidades de Baixo Guandu, Vargem Alta e Muniz Freire não foram contemplados com vagas, no edital do 16º ciclo do programa Mais Médicos, porque reduziram a equipe de Saúde da Família. Para criar vagas no programa é necessário que o município forme uma equipe dessa, conforme necessidade da gestão local.

O órgão fará um balanço no dia 17 de dezembro das vagas disponíveis, o que soma as desistências e as aquelas que não tiveram procura. Dessa forma, entre os dias 18 e 19 de novembro, os profissionais com registro no país terão nova oportunidade para se inscrever no programa e escolher os municípios disponíveis.

Médicos brasileiros formados no exterior e estrangeiros que tenham interesse em participar no Mais Médicos podem enviar sua documentação ao Ministério da Saúde até sexta-feira. A partir do dia 20, os que tiverem a documentação validada poderão se inscrever nas vagas disponíveis.

VEJA A SITUAÇÃO DOS MUNICÍPIOS

Onde faltam médicos se apresentarem

Alegre: Das oito vagas, seis se apresentaram

Aracruz: Das seis vagas, cinco se apresentaram

Cachoeiro de Itapemirim: Das 23 vagas, 20 médicos se apresentaram

Ecoporanga: Das quatro vagas, dois médicos se apresentaram

Ibitirama: Das duas vagas, apenas um se apresentou

Itaguaçu: Foi oferecida uma vaga, mas o médico não se apresentou

Linhares: Das sete vagas oferecidas, seis se apresentaram

Marataízes: Das duas vagas, um médico se apresentou

Pinheiros: Das cinco vagas, quatro médicos se apresentaram

São Mateus: Das 15 vagas, 14 se apresentaram

Serra: Das 29 vagas, 28 médicos se apresentaram

Vila Pavão: Foi oferecida uma vaga, mas o médico não se apresentou

Municípios em que todos se apresentaram

Afonso Cláudio, Barra de São Francisco, Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Cariacica, Castelo, Colatina, Domingos Martins, Guaçuí, Guarapari, Ibatiba, Ibiraçu,

Irupi, Iuna, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, Laranja da Terra, Mimoso do Sul, Pedro Canário, Rio Bananal, Santa Leopoldina,

Santa Maria de Jetibá, São Gabriel da Palha, São José do Calçado, Viana, Vila Pavão, Vitória.

Municípios que não informaram a situação

Alto Rio Novo, Boa Esperança, Conceição da Barra, Mantenópolis, Montanha, Nova Venécia, Ponto Belo e Vila Valério