Notícia

Chinês que morreu no Porto de Vitória caiu de altura de mais de 20m

As vítimas estavam em cima de uma chapa de metal, o "tampão" do navio, quando os cabos de aço que seguram as placas se romperam

Acidente no Porto de Vitória mobiliza equipes de socorristas
Acidente no Porto de Vitória mobiliza equipes de socorristas
Foto: Fábio Linhares

O chinês Yongan Zhang, de 41 anos, que morreu no Porto de Vitória caiu de uma altura de mais de 20 metros, segundo a polícia. O acidente aconteceu na tarde desta quinta-feira (10).

De acordo com o chefe-geral do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), José Lopes, Yongan Zhang e Mengzhu Lai estavam em cima de uma chapa de metal, que é o "tampão" do navio, quando o acidente aconteceu.

A chapa estava suspensa por quatro cabos de aço e, segundo Lopes, três desses cabos se soltaram e a placa ficou pendurada. Mengzhu conseguiu pular, mas Yongan caiu no porão do navio e veio a óbito no local. O ferido foi atendido por uma equipe do Samu e encaminhado ao Hospital Meridional, em Cariacica. O estado de saúde dele é estável.

Leia também

O navio, com a bandeira de Hong Kong, atracou no Porto de Vitória por volta das 12 horas, para ser carregado com cobre. 

Ao Gazeta Online, um estivador contou que se preparava para trabalhar no navio, quando ouviu o barulho e viu uma movimentação de tripulantes na embarcação. "Eu saí correndo para ver o que tinha acontecido. Vi um homem morto no chão e um sentado, muito machucado", disse.

Por meio de nota, a Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa) lamentou o ocorrido e informou que dois tripulantes caíram dentro do porão do navio, logo após a chegada da embarcação. A nota ainda afirma que a operação de embarque de carga ainda não havia começado.

"Imediatamente, as equipes da Coordenação de Segurança do Trabalho e da Guarda Portuária deram início ao atendimento. Foram acionados a Polícia Federal e Capitania dos Portos. Seis ambulâncias e dois veículos do Corpo de Bombeiros deram apoio ao resgate. Infelizmente um tripulante veio a óbito. O outro passa bem", diz a nota da Codesa.

VÍDEOS

Ver comentários