Notícia

Segunda Ponte: MP vai investigar falta de manutenção do DER

Decisão foi tomada após denuncias feitas pelo Crea e que foram publicadas na imprensa

Foto: Marcelo Prest

O Ministério Público do Espírito Santo (MPES) instaurou um inquérito para investigar o Departamento de Estradas e Rodagens do Espírito Santo (DER), por conta de irregularidades e a falta de manutenção na Segunda Ponte. Em portaria publicada nesta quinta-feira (7), o órgão afirma que levou em consideração relatórios feitos pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado do Espírito Santo (Crea) e todas as matérias feitas pela imprensa sobre o documento, de 2017.

Entre os problemas constatados estão corrosão no concreto da base ponte, além de danos em juntas de dilatação, que apresentavam abertura maior do que o normal.

> Um ano após laudo que aponta riscos, DER promete obras

Ainda segundo consta na portaria do MPES que instaurou a investigação, a decisão pelo inquérito tomou como base que "a Segunda Ponte está com sua estrutura comprometida, apresentando risco aos que nela transitam".

Leia também

O órgão afirma solicita que o DER apresente, entre outras coisas, a abrangência de sua responsabilidade na manutenção da Segunda Ponte e a manifestação acerca dos graves fatos trazidos no laudo de vistoria técnica do Crea.

Ao Conselho, o MPES pede que encaminhe eventuais laudos de vistoria realizados na Segunda Ponte após o ano de 2017, bem como, seja informado se as deficiências estruturais noticiadas podem gerar um colapso imediato ou próximo da estrutura da Segunda Ponte, devendo ser expressamente declarado de há risco iminente à vida.

O DER foi procurado e afirmou que ainda não foi notificado da decisão. Em matéria publicada no Gazeta Online na terça-feira (5), o departamento informou que as situação das juntas já foi corrigida e que outras obras seriam feitas até o fim deste ano.

Ver comentários