Notícia

Emescam abandona o Enem e terá vestibular de Medicina em duas etapas

No novo modelo de seleção, as provas serão divididas em duas etapas, com provas objetivas e discursivas

Emescam não vai mais utilizar o Enem como parte da seleção do Vestibular de Medicina
Emescam não vai mais utilizar o Enem como parte da seleção do Vestibular de Medicina
Foto: Divulgação

A Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (Emescam) não vai mais utilizar a nota do Enem como parte do processo seletivo para as vagas do curso de Medicina. A mudança já vale para o vestibular de 2020, com prova prevista para acontecer em outubro.

No novo modelo de seleção, as provas serão divididas em duas etapas: a primeira fase, de caráter classificatório e eliminatório, com prova objetiva de múltipla escolha, e a segunda fase com prova discursiva e redação.

Por nota, a faculdade justificou a mudanças como forma de "readequar os prazos para realização das matrículas e dos procedimentos acadêmicos necessários para início do período letivo".

 

Enem foi utilizado por dois anos

O Exame Nacional do Ensino Médio foi utilizado como critério de seleção pela Emescam por dois anos, em 2018 e 2019. Nesse período, a faculdade utilizava as notas do Enem e fazia uma segunda etapa com provas apenas de Biologia e Química.

As mudanças não valem para o Vestibular de Medicina 2019/2, com prova marcada para o dia 16 de junho. Para esse processo seletivo valem as mesmas regras do processo seletivo 2019/1, com utilização da nota do Enem de 2018.

A primeira etapa do Vestibular de Medicina 2020/1, com as novas regras, será realizado no dia 27 de outubro. O edital completo ainda não foi divulgado.

Ver comentários