Notícia

Dono de casa que desabou salvou a esposa e filha pela janela

Casa onde família morava desabou após um deslizamento, na madrugada desta segunda-feira, no bairro São Pedro, em Vitória

 Casa ficou destruída na Rua Manoel Rosindo da Silva, no bairro São Pedro
Casa ficou destruída na Rua Manoel Rosindo da Silva, no bairro São Pedro
Foto: Marcelo Prest

A forte chuva registrada na madrugada desta segunda-feira (15) causou um grande prejuízo para o lavador de carros Hudson Vasconcelos, morador do bairro São Pedro, em Vitória. A casa onde ele morava com a esposa e a filha, uma bebê de apenas nove meses, desabou após ser atingida por um deslizamento. Membros da Defesa Civil de Vitória explicaram que a enxurrada começou após o desabamento do muro de uma faculdade que funcionava próximo da casa que desabou.

O desespero da família começou por volta de 1h30 da manhã. O lavador de carros explicou que escutou um grande barulho nos fundos da casa e levantou para ver o que havia acontecido. Poucos segundos depois uma enxurrada de água e lama invadiu a área de serviço da casa e se espalhou por todos os cômodos.

Hudson relembra que ficou assustado com a situação e que precisou quebrar a janela do quarto do casal para conseguir salvar a esposa e sua filha. O desabamento aconteceu poucos minutos após os três conseguirem sair.

"Foi desesperador. Sem luz, sem ninguém para ajudar. Estava tudo caindo e a gente tentando sair. A gente conseguiu quebrar a janela e sair direitinho", relembra Hudson.

Ainda muito assustada com o incidente, a família passou a madrugada e a manhã desta segunda-feira na casa dos pais de Hudson, fica no mesmo terreno, abaixo da casa que desabou. A casa dos pais de Hudson também foi invadida pela água suja que desceu pela encosta e a vários móveis foram danificados.

Hudson afirmou que a Defesa Civil esteve foi até o local do desabamento e informou a ele que uma equipe da prefeitura vai fazer a limpeza de todos os entulhos do desabamento. A família diz que perdeu tudo e não conseguiu salvar nenhum dos móveis que estava na humilde residência feita com madeira.

A faculdade Faesa, responsável pelo muro que desabou, afirmou que lamenta o acidente acarretado pelo alto volume de chuvas e que está tomando as providências para que os danos à casa sejam reparados.

Muro de Escola Viva de São Pedrou caiu durante a madrugada
Muro de Escola Viva de São Pedrou caiu durante a madrugada
Foto: Eduardo Dias

VOLUME DE CHUVAS EM VITÓRIA

A Defesa Civil da capital afirmou que foi registrado um acumulado de chuva de 108,5 milímetros e que oito ocorrências foram atendidas. No aplicativo da Defesa Civil de Vitória, as regiões dos bairros Bonfim, Da Penha, Maruípe, Santa Cecília e Tabuazeiro estão com aviso de alerta máximo.

Ver comentários