Notícia

Leitão da Silva: trecho liberado há menos de um mês já tem buraco

O trecho onde o buraco apareceu foi inaugurado no dia 19 de março deste ano

Buraco na avenida Leitão da Silva, próximo ao cruzamento com a avenida Maruípe
Buraco na avenida Leitão da Silva, próximo ao cruzamento com a avenida Maruípe
Foto: Marcelo Prest

O asfalto no trecho da Leitão da Silva inaugurado há menos de um mês não resistiu à chuva que atingiu a Capital na madrugada desta segunda-feira (15). Pela manhã, os motoristas que passaram pelo trecho no cruzamento com a avenida Maruípe, já se depararam com um buraco de cerca de um metro na via que segue no sentido Centro.

O buraco fica ao lado de um bueiro, que estava entupido. Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), que realiza a obra na avenida, o asfalto naquele trecho ainda não é “definitivo”. “Toda a avenida ainda receberá uma segunda camada asfalto que será aplicada no final da obra, juntamente com a implantação da sinalização horizontal/vertical definitiva”, informou o órgão por meio de nota.

Leia também

Ainda de acordo com o DER, uma equipe irá ao local para reparar o buraco, que não atrapalha a circulação de veículos.

TRECHO

O trecho onde está o buraco foi liberado para o tráfego no dia 19 de março. No entanto, ele estava sem calçada, sem sinalização e sem ciclovia. As obras na avenida se arrastam desde 2014, acumulam vários atrasos e só devem ser finalizadas em novembro de 2019, segundo o DER.

Na ocasião da liberação no trecho, estiveram presentes o governador Renato Casagrande, o prefeito de Vitória, Luciano Rezende, e o diretor-geral do DER-ES, Luiz César Maretto, que tiveram que ouvir protestos de motoristas, que passavam gritando que a obra era "uma vergonha". O governo afirma que o atraso se deve à gestão anterior.

Buraco na avenida Leitão da Silva, próximo ao cruzamento com a avenida Maruípe
Buraco na avenida Leitão da Silva, próximo ao cruzamento com a avenida Maruípe
Foto: Marcelo Prest

LIBERAÇÃO

Durante a inauguração dessa parte da avenida, o diretor do DER, Luiz Cesar Maretto Coura afirmou que a intenção do órgão é liberar pequenos trechos à medida que eles forem sendo finalizados. Ele afirmou, na ocasião, que a próxima liberação seria da Rua das Palmeiras até a Frederico Lagassa, que deve acontecer no fim deste mês.

Ver comentários