Notícia

Sentido da Ponte de Camburi ficará interditado para pedestres

A interdição deve durar até 60 dias e afeta apenas o sentido Praia do Canto - Jardim da Penha

Ponte de Camburi vai passar por reformas
Ponte de Camburi vai passar por reformas
Foto: Caíque Verli

A travessia para pedestres na Ponte de Camburi, no sentido Praia do Canto-Jardim da Penha, ficará interditada a partir de quinta-feira para obras de recuperação na estrutura.

A interdição deve durar até 60 dias. A necessidade das obras surgiu depois de uma vistoria da Prefeitura na estrutura da ponte. No início, a ciclovia vai continuar funcionando, mas ela também deve ser interditada em data a ser comunicada pela Prefeitura. Não terá, no entanto, bloqueio no trânsito de veículos e também não há previsão de intervenção do outro lado da ponte porque a vistoria constatou que apenas uma parte apresenta comprometimento.

 

O vice-prefeito e secretário municipal de Obras e Habitação, Sérgio Sá, apontou quais são as intervenções que serão feitas na ponte. "Contempla basicamente o reforço tanto da parte de concreto quanto da parte metálica, a substituição das placas tanto da passarela como na ciclovia e a recuperação do guarda-corpo", explica.

A assistente social Roberta dos Reis cobra melhorias na Ponte de Camburi
A assistente social Roberta dos Reis cobra melhorias na Ponte de Camburi
Foto: Caíque Verli

Quem passa pela Ponte, nota alguns problemas, como o guarda-corpo enferrujado e placas de concreto que aparentam estarem soltas. Isso gera um temor entre pedestres e ciclistas. Um deles é a assistente social Roberta dos Reis, que afirma que a ponte precisa de uma intervenção rápida. "Está bem sucateada, é importante que seja feito algo para melhorar a estrutura da ponte. Além de ser estreita, a estrutura está bem enferrujada", comenta.

O professor Caio Silva diz que evita passar do lado da ponte que tem as falhas na estrutura: "A gente fica com um pouco de receio quando caminha pelo estado em que se encontra e acabo indo pelo outro lado".

Apesar do medo de pedestres e ciclistas, a Prefeitura afirma que as intervenções são preventivas e que não há risco de colapso da estrutura. As obras vão custar R$ 641 mil e tem previsão de serem concluídas em 6 meses. Segundo a Prefeitura de Vitória, placas de sinalização serão instaladas em Jardim da Penha e na Praia do Canto informando sobre a necessidade de uso do caminho alternativo.

Ver comentários