Notícia

Ação promete castrar de graça 10 mil animais em Vitória

Previsão é de que o projeto passe a valer a partir de agosto, segundo o secretário municipal de Meio Ambiente

Cachorro labrador
Cachorro labrador
Foto: Pixabay

"Uma sociedade civilizada cuida bem dos animais". Com estas palavras, o secretário municipal de Meio Ambiente de Vitória, Luiz Emanuel Zouain da Rocha, introduz o projeto que pretende atender gratuitamente a demanda de castração de 10 mil cães e gatos, na capital do Espírito Santo. A iniciativa, que será realizada em duas etapas, contará com uma parceria com a iniciativa privada e deverá ser colocada em prática até agosto desse ano.

> Saiba como lidar com a adaptação dos pets na casa nova

De acordo com Zouain, inicialmente foi publicado um edital de chamamento público para que interessados possam oferecer propostas. "O mutirão deve durar cinco meses, com mil castrações por mês neste ano. Em 2020, planejamos outra etapa com mais cinco mil castrações. Será utilizado o Centro de Vigilância e Saúde Ambiental de Vitória (CVSA) para a realização das cirurgias. A parceria barateia o custo da ação e em breve teremos essa demanda resolvida", comentou.

Nesse último governo, conforme explicou o secretário, Vitória realizou mais de quatro mil castrações. "Antes o prefeito pagava pelos procedimentos em uma clínica, o que funcionava, mas não era suficiente para dar conta da demanda. Agora que recuperamos a capacidade orçamentária, vamos aplicar recursos em um modelo de mutirão em que a prefeitura oferta parte dos equipamentos para a cirurgia para baratear o custo e as empresas classificadas entram com os profissionais e com os medicamentos. Ao fim do processo de chamamento, a empresa é classificada e será ouvida, momento em que certamente trará ideias ainda mais elaboradas para implantarmos", revelou.

REQUISITOS PARA PARTICIPAR

Em relação aos requisitos para participação na campanha, o secretário frisa que, além de dever morar em Vitória, o projeto estabelece o atendimento prioritário aos animais abandonados, que, de acordo com levantamento realizado, estão principalmente nas regiões da Grande São Pedro, Grande Santo Antônio e da Grande Maruípe.

> Onça-pintada e macaco Muriqui na lista de ameaçados de extinção no ES

"A ideia é atender a todos, mas a princípio checaremos como requisito que estejam nas áreas com mais animais abandonados e semidomiciliares, que são os que, apesar de terem residência, saem para passear, ficam soltos. Outro critério será o da apresentação prévia de exame de sangue, já que todo procedimento cirúrgico oferece riscos de óbito, precisamos conhecer a aptidão do animal para enfrentar algo assim", explicou.

PORTAL DE PROTEÇÃO ANIMAL

Além da iniciativa pela castração, a Prefeitura Municipal de Vitória (PMV) pretende lançar o "Portal do Bem Estar Animal", que contará, dentre outros serviços, com espaço para o cadastramento de pedidos de castração.

De acordo com Rocha, o site será utilizado como foco definitivo para concretizar o mutirão, o que também aliviará o funcionamento do telefone 156, que é o canal utilizado atualmente. No endereço eletrônico será debatido tudo o que diz respeito aos animais, seguindo a cultura instaurada de bem estar e de combate à violência.

"Continuaremos investindo na proteção e nos cuidados aos animais. Queremos chamar atenção da sociedade civil e trazer ao olhar as iniciativas públicas que devem ser vistas como pioneiras no estado e um exemplo para o país. O que temos é inédito", finalizou.

> Confira 6 passos para dar um banho terapêutico em pets

  

*Inicialmente essa reportagem foi publicada com uma foto de um cachorro que não será castrado na ação. A foto anteriormente publicada pertence à fotógrafa Mariana Wolkartt da ONG Moradores de Rua e Seus Cães Vila Velha.

Ver comentários