Notícia

Cariacica deve apresentar plano para pediatria em quatro dias

Esse cronograma deve conter ações para resolver o atendimento de pediatria nas unidades de saúde de Cariacica e no PA do Trevo

Pronto Atendimento de Alto Lage, em Cariacica
Pronto Atendimento de Alto Lage, em Cariacica
Foto: Fernando Madeira

Diante dos casos recorrentes de superlotação e falta de pediatras no

Pronto Atendimento de Alto Lage

, conhecido como PA do Trevo, em Cariacica, a Defensoria Pública Estadual recomendou que o município apresente, até o próximo sábado (25), um cronograma das ações que serão realizadas para resolver a falta de pediatras no local e também nas unidades de saúde da cidade. Caso a prefeitura não apresente o plano, a Defensoria pode ajuizar uma ação civil pública contra o município.

De acordo com a defensora pública Jamile Menezes, do Núcleo da Infância e Juventude, no dia 26 de abril o órgão fez uma vistoria no PA do Trevo e foi constatado que a falta de pediatras no próprio PA e nas unidades básicas de saúde estavam comprometendo a qualidade dos serviços prestados.

UNIDADES SEM PEDIATRAS

Ela destacou que em algumas unidades de saúde do município são oferecidas apenas cinco vagas de consultas com pediatras por semana. Sem conseguir atendimento nos bairros, as mães acabam buscando ajuda nos Prontos Atendimentos, sobrecarregando o sistema.

> "A gente é ser humano, e não bicho", desabafa mãe no PA de Alto Lage

“Muitas pessoas que estavam no PA buscando atendimento poderiam ser atendidas na unidade básica de saúde, no atendimento de rotina. Porém, como não há médico e quando tem ele não consegue dar conta da demanda da região, essas pessoas acabam buscando o PA de Cariacica”, afirmou.

Bancos e poltronas estão bem danificados
Bancos e poltronas estão bem danificados
Foto: Alice de Oliveira

O município também terá que apresentar o cronograma para troca de bancos e poltronas do PA de Alto Lage.

“As poltronas, não só na sala de espera, mas dentro da área de atendimento, chamadas de poltronas do papai, utilizadas para medicação, estão bastante danificada, sem o couro, dá para ver a espuma, às vezes, só com a madeira. Há prego também que coloca a população em risco”, destacou.

Leia também

A defensora explicou que o órgão sempre tenta atuar de forma extrajudicial, porém, caso nenhuma providência seja tomada, a Defensoria pode entrar na Justiça com uma ação civil pública para garantir o atendimento pediátrico satisfatório no município.

Quem procurou o PA do Trevo nesta terça-feira (21) não teve dificuldade em conseguir atendimento pediátrico. A dona de Casa Camila Campos contou que o filho Arthur, seis meses, foi muito bem atendido pela equipe. “Em menos de 20 minutos meu filho foi atendido. A equipe foi muito atenciosa. Não tenho nada que reclamar”.

Por nota, a prefeitura de Cariacica informou que vai enviar as informações solicitadas dentro do prazo. Disse também que 29 médicos se inscreveram no último processo seletivo e apenas 10 apresentaram documentação e assinaram contrato.

 

 

Ver comentários