Notícia

Ciclone subtropical deve causar ventos fortes e chuva em alto-mar no ES

São esperados ventos fortes, podendo atingir 102 km/h em alto-mar, no setor Leste do ciclone, e 61 km/h junto à costa, nas proximidades do litoral norte do Rio de Janeiro, até esta segunda-feira (20)

Um ciclone com características subtropicais pode se formar entre a costa no Espírito Santo e o norte do Rio de Janeiro a partir deste domingo (19). A informação é da Marinha do Brasil, que afirma que o fenômeno pode causar ventos de 102 km/h em alto-mar e de 61 km/h junto à costa, deixando o mar muito agitado, com ondas de 3 a 5 metros de altura, o que gera alerta para os navegantes.

Leia também

O ciclone deve ser reclassificado como Tempestade Subtropical "Jaguar", expressão em tupi-guarani que significa “lobo”. A nomenclatura será oficialmente estabelecida por meio de Aviso Especial publicado no site da Marinha.

 

O relatório da Marinha do Brasil explica que o fenômeno está associado à convergência dos ventos sobre uma região em que a temperatura da superfície do mar se encontra entre 27°C e 29°C, acima da média climatológica para o mês, além de influências em médios e altos níveis da troposfera (camada mais baixa da atmosfera).

São esperados ventos fortes, podendo atingir 102 km/h em alto-mar, no setor Leste do ciclone, e 61 km/h junto à costa, nas proximidades do litoral norte do Rio de Janeiro, até esta segunda-feira (20).

Há previsão de mar grosso a muito grosso, com onde de 3 a 5 metros em alto-mar até esta segunda-feira à noite, e entre 3 a 3, 5 metros, com possibilidade de ocorrência de ressaca, atingindo a costa entre São Sebastião (SP) e Arraial do Cabo (RJ), com ondas chegando a 2,5 metros até segunda-feira de manhã.

A condição de tempo severo provocada por esse sistema ocorrerá principalmente em alto-mar, associada à chuva intensa.

A Marinha do Brasil, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) acompanharão a formação e a atuação desse sistema nos próximos dias e as atualizações serão.

Alerta-se aos navegantes que consultem essas informações antes de se fazerem ao mar e solicita-se ampla divulgação às comunidades de pesca e esporte e recreio.

 

 

Ver comentários