Notícia

Cidades do ES entre as 10 com mais produtores de cachaça no Brasil

São Roque do Canaã aparece em segundo lugar no cenário nacional; Castelo ficou em nono

O Espírito Santo figura entre os Estados que mais produzem cachaça e aguardente no país
O Espírito Santo figura entre os Estados que mais produzem cachaça e aguardente no país
Foto: Divulgação | Ministério da Agricultura

Duas cidades capixabas figuram entre as dez que possuem o maior número de produtores de cachaça do país. São elas: São Roque do Canaã, no Noroeste do Estado; e Castelo, localizada na Região Sul. As informações são do Anuário da Cachaça, levantamento pioneiro no Brasil, que foi divulgado nesta terça-feira (28), pelo Ministério da Agricultura.

Vice-líder do ranking nacional, São Roque do Canaã possui dez estabelecimentos e só perde para a capital mineira de Belo Horizonte, que tem 19. Já Castelo, que aparece na nona posição, conta com cinco produtores. As duas juntas fazem com que o Espírito Santo seja o segundo Estado que mais tem cidades entre as dez principais do país, atrás apenas de Minas Gerais, com quatro.

DENSIDADE CACHACEIRA

Em outra tabela elaborada no levantamento, leva-se em conta a relação entre a quantidade de produtores de cachaça e a população do respectivo município. Neste caso, entra em cena a cidade capixaba de Alfredo Chaves, no Sul do Estado, que aparece na sétima colocação, com um produtor para cada 3.642 habitantes.

Junto a São Roque do Canaã, elas são as únicas duas capixabas do ranking. Mantendo a vice-liderança, a cidade da Região Noroeste possui um produtor para cada 1.232 moradores. Na ponta de cima, aparece a cidade mineira de Bonfim, com um estabelecimento cachaceiro para cada 1.146 munícipes.

Foto: Divulgação | Ministério da Agricultura

MEDALHA DE BRONZE PARA O ES

Quando são analisados os Estados, o Espírito Santo aparece em terceiro no cenário nacional, com 74 produtores – ficando atrás de Minas Gerais (421) e São Paulo (126); e sendo seguido pelo Rio de Janeiro (50). Para completar os dez principais do país, aparecem todos os estados da Região Sul e outros três da Região Nordeste.

POR NÚMERO DE PRODUTOS

Cachaça não é tudo igual, e só o Espírito Santo possui 269 produtos do gênero registrados junto ao Ministério da Agricultura – número que garante, novamente, a aparição do Estado entre os principais do país. No entanto, a posição é mais modesta: um quinto lugar, atrás de Minas Gerais (1.430), São Paulo (424), Rio Grande do Sul (345) e Rio de Janeiro (332).

Em um levantamento mais minucioso, por cidade, São Roque do Canaã é a única capixaba entre as dez principais do país. Também em um quinto lugar, o município tem 63 registros, apenas quatro a menos que a cidade fluminense de Paraty, que aparece na quarta posição. O pódio fica com as mineiras Belo Horizonte (134) e Salinas (124), e com a gaúcha Ivoti (89).

Foto: Divulgação | Ministério da Agricultura

LEVANTAMENTO DE AGUARDENTE

Apesar de chamar Anuário da Cachaça, o estudo também traz números sobre a produção de aguardente no país. Em quantidade de produtores, o Espírito Santo aparece como o quinto maior do Brasil, com 40 estabelecimentos. Já entre as dez principais cidades, figuram as capixabas Castelo e Nova Venécia, com cinco e quatro produtores, respectivamente.

Leia também

Na análise por número de produtos, o Espírito Santo mantém a quinta posição no cenário nacional, com pouco mais de 150 registros junto ao Ministério da Agricultura. No top dez das cidades, por sua vez, aparece novamente Castelo, na quarta posição, com 22 produtos; e

Cachoeiro de Itapemirim

, na sétima colocação, com 13.

ENTENDA A DIFERENÇA

Engana-se quem pensa que cachaça e aguardante são sinônimos. De acordo com o anuário, a primeira bebida é feita a partir da fermentação de um líquido proveniente do caldo da cana-de-açúcar e apresenta de 38% a 48% de teor alcoólico. Já a aguardente é qualquer destilado alcoólico simples, que apresente entre 38% e 54% de álcool na composição.

Ver comentários