Notícia

Clima de tensão após morte em confronto policial em Cariacica

Os ônibus deixaram de circular, alguns comércios e escolas ficaram fechadas, após moradores realizarem um protesto e bloquearem a Rodovia do Contorno

Protesto de moradores do bairro Mucuri, em Cariacica,  interditaram completamente um trecho da Rodovia do Contorno.
Protesto de moradores do bairro Mucuri, em Cariacica, interditaram completamente um trecho da Rodovia do Contorno.
Foto: Fredson Lavra

O clima de tensão tomou conta do Bairro Mucuri, após a morte do suspeito Chesley de Oliveira Trabach, de 18 anos, no bairro vizinho (Vila Independência), durante um confronto policial, ocorrido na manhã desta terça-feira (7). Há relatos de que os ônibus deixaram de circular, alguns comércios baixaram as portas e uma escola ficou fechada.

À TV Gazeta, moradores relataram a espera de mais de 40 minutos por um coletivo. Em um cartaz, a Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Angelo Zani anunciou que as aulas foram suspensas. A Secretaria Municipal de Educação (Seme), por meio de nota, disse que a instituição possui 697 alunos e acrescentou que as aulas perdidas serão repostas posteriormente.

Questionada sobre a situação dos ônibus, a Ceturb-ES informou que as linhas que atendem a região funcionaram, porém, pela manhã, não puderam cumprir o itinerário total pois havia obstrução de vias, por conta do protesto. "Assim que as vias foram desobstruídas a operação voltou ao normal", disse por meio de nota.

POLICIAMENTO

Leia também

Para reforçar a segurança, uma equipe da Companhia Independente de Missões Especiais (Cimesp) esteve na região, após o crime, e chegou a abordar alguns motociclistas.

Algumas viaturas fizeram patrulhamento pelas ruas.

O CRIME

Chesley foi morto durante um confronto com policiais militares que realizavam uma patrulha no bairro Vila Independência, em Cariacica, por volta das 9h desta terça-feira (7). De acordo com informações da PM, após a morte do rapaz, moradores da região realizaram um protesto na Rodovia do Contorno, incendiando pneus, o que deixou a via totalmente interditada.

A PM afirma que os policiais que patrulhavam a região foram surpreendidos por indivíduos que dispararam contra a guarnição. Com isso, o suspeito foi baleado. Segundo a PM, ele estava armado com um revolver calibre 38, com cinco munições, e também tinha uma moto com restrições administrativas, que foram apreendidos após o tiroteio.

O baleado chegou a ser socorrido e levado para o Pronto Atendimento de Alto Lage, mas acabou morrendo. O enterro será na próxima quarta-feira (8), no Cemitério Cruzeiro do Sul, no bairro Santo André, também em Cariacica. 

> Artefato abandonado após protesto mobiliza esquadrão antibombas no Contorno

Ver comentários