Notícia

Debaixo d'água: morador registra imagens de alagamento em Cobilândia, Vila Velha

Moradores lamentam a situação do bairro que sofre de forma recorrente com as chuvas

Imagem aérea mostra a região de Cobilândia alagada neste domingo, um dia após as fortes chuvas que atingiram o Estado
Imagem aérea mostra a região de Cobilândia alagada neste domingo, um dia após as fortes chuvas que atingiram o Estado
Foto: Hemerson Oliveira / Internauta

A situação da Grande Cobilândia, em Vila Velha, permanece complicada neste domingo (19). Imagens de drone registradas por um morador mostram que o bairro estava completamente alagado ao longo do dia após a forte chuva que atingiu a Grande Vitória neste sábado (18). 

O eletricista Hemerson Oliveira, de 42 anos, morador do bairro, é o autor das imagens e conta que nunca viu a região desse jeito. “Na rua onde moro, a Rua Crisópolis, praticamente todas as casas foram invadidas pela água e isso nunca aconteceu. Foi a primeira vez.”

Hemerson explicou que mora no segundo andar e, por isso, a água não entrou dentro da casa. No entanto, o quintal ficou alagado. Segundo ele, neste domingo (19), a água diminuiu apenas um palmo e meio, "no máximo".

“O bairro fica um caos danado. As pessoas perdem os móveis e muitas ruas ficam fechadas. Isso é muito triste, não no meu caso, mas ver muitas pessoas que já levam uma vida complicada perder tudo, além do risco grande de doenças, porque essa água tem esgoto misturado. A natureza é assim, mas tem muitas coisas que poderiam ser evitadas”, lamentou.

VEJA AS FOTOS

A Rua Danilo Alves, também em Cobilândia, onde mora a internauta Daniele de Souza Correia também está alagada. No fim da tarde deste domingo (19), ela enviou para o Gazeta Online o vídeo abaixo. Nas imagens, a rua parece um rio de tanta água acumulada.

"Não entra ônibus nem entra carro na rua. Só passa caminhão. Um passou na minha rua e jogou mais água para dentro da minha casa que continua alagada. Quero ver o que a prefeitura vai fazer porque os moradores aqui não tem mais FGTS para recuperar tudo que perdeu mais uma vez. A gente não merece nem pagar IPTU", comentou Daniele.

COMUNIDADE ORGANIZA PROTESTO

Um protesto está sendo organizado para a manhã desta segunda-feira (20), a partir de 6 horas, na avenida Carlos Lindenberg. O objetivo da manifestação é chamar atenção da população para a realidade que a Grande Cobilândia enfrenta com as chuvas.

“As pessoas vão se concentrar entre a Continental e a Caixa Econômica. Tem muita gente envolvida nesse movimento. Acho que a gente vai fazer uma bela manifestação”, comentou o comerciante Thiago Henker, que faz parte, desde novembro de 2018, de uma comissão de cobrança e fiscalização das obras de contenção dos alagamentos da Grande Cobilândia.

Thiago, que também é integrante do grupo SOS Cobilândia Pede Socorro, explicou que na noite deste domingo (20), o prefeito de Vila Velha, Max Filho, está na comporta de Cobilândia para implantar uma bomba que vai ajudar no escoamento da água.

“Essa grande bomba vai tirar água de Cobilândia pra dar mais vazão do que só a comporta. Está o prefeito, o vice e o secretário, todos aqui envolvidos. A gente está tentando de todas as formas resolver esse problema”, pontuou.

BOMBA DE SUCÇÃO É INSTALADA 

Procurada para explicar por que os alagamentos permanecem e o que tem feito para minimizar os problemas da população, a Prefeitura de Vila Velha informou às 19 horas deste domingo (19), por meio de nota, que instalou uma bomba de sucção para dar velocidade à vazão das águas da Grande Cobilândia.

"Prefeito e vice estão, neste momento, supervisionando a instalação do novo equipamento para agilizar o bombeamento das águas dos canais em Cobilândia. A capacidade do bombeamento é de 330 litros por segundo", finalizou a nota. Não há um prazo determinado para que as águas realmente baixem nas ruas da região. 

 

 

Ver comentários