Notícia

GV: 5 mil toneladas de lixo retirados de córregos e valões neste ano

O lixo acumulado nesses locais dificultam o escoamento da água e contribui para os alagamentos. Somente este ano, os municípios da Grande Vitória já recolheram mais de 5 mil toneladas de lixo nos córregos e valões

Chuva forte provoca pontos de alagamentos no bairro Terra Vermelha, em Vila Velha
Chuva forte provoca pontos de alagamentos no bairro Terra Vermelha, em Vila Velha
Foto: Ricardo Medeiros

Diante da previsão de chuva forte para os próximos dias, as prefeituras da Grande Vitória intensificaram a limpeza de valões, córregos, galerias e bueiros. O lixo acumulado nesses locais dificulta o escoamento da água e contribui para os alagamentos. Somente este ano, os municípios da Grande Vitória já recolheram mais de 5 mil toneladas de lixo nos córregos e valões.

De acordo com o secretário de Defesa Social de Cariacica, Alexandre Ribeiro, nos últimos dois meses a limpeza de encostas, valões e galerias foi intensificada para amenizar os impactos das chuvas torrenciais. Entretanto, Ribeiro destaca que ainda falta uma conscientização da população, que ainda joga lixo nas ruas e rios.

“É muito lixo na parte ribeirinha. Encontramos moto, máquina de lavar. É necessário manter esse trabalho bem ativo porque nos período de pequenas chuvas, nós sofríamos muito devido a limpeza que não era realizada. É um trabalho diário da Defesa Civil com visita às áreas de risco e o trabalho mensal de limpeza de valões e galerias”, contou.

De janeiro a abril deste ano, a Secretaria Municipal de Serviços retirou 3.400 toneladas de lixo dos canais da cidade.

Em Vila Velha, valões, canais e bueiros também são constantemente limpos, segundo o assessor adjunto da Defesa Civil municipal, Augusto Bandeira. O município retira, por mês, cerca de 390 toneladas de lixo dos canais e 15 toneladas das comportas.

No período de chuva, são cerca de 7 toneladas de lixo retirados das três estações de bombeamento do município e, diariamente, entre 1 e 4 toneladas. Segundo Bandeira, todo tipo de objeto é retirado das estações, de geladeiras a animais mortos.

Lixo na Estação de bombeamento da Praia da Costa
Lixo na Estação de bombeamento da Praia da Costa
Foto: Patrícia Scalzer

Além da limpeza dos canais, o município também já contratou uma empresa para fazer o detalhamento de todas as áreas de encosta do município com risco de deslizamento. “É uma empresa especializada para fazer o PMRR, que é o Plano Municipal de Redução de Risco. Vamos fazer o detalhamento da cidade em todas as áreas, cada encosta será detalhada”, contou.

Na Capital, os 25 mil bueiros que existem na cidade e as encostas tiveram reforço na limpeza nos últimos dias por causa do alerta de chuva forte. O coordenador da Defesa Civil de Vitória, Jonathan Jantorno, destacou que dos bueiros são retirados material orgânico, terra e entulho, entretanto, não é possível dizer a quantidade de lixo retirado. “Esse lixo vem misturado com terra, por isso, não é possível precisar a quantidade”.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Vitória, o município também conta com seis estações de bombeamento, que permitem que após duas horas de chuva forte toda a cidade já esteja sem pontos de alagamentos.

Na Serra, todo mês, a equipe de limpeza retira cerca de 70 toneladas de resíduos sólidos dos bueiros. Além disso, nesta última semana o Canal dos Escravos está passando por limpeza para aumentar a vazão.  A limpeza ajuda a evitar enchentes nos bairros José de Anchieta, Central Carapina e Jardim Carapina.

Ver comentários