Notícia

Risco em barragem altera embarque de trem na Vitória a Minas

A mudança foi feita por conta de uma orientação da Agência Nacional de Mineração (ANM) sobre os riscos na barragem de Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG)

barragem de Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG)
barragem de Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG)
Foto: Imagem Google Maps

A Vale anunciou que o embarque de passageiros no trem que circula na Estrada de Ferro Vitória a Minas será alterado, por tempo indeterminado, por conta de uma orientação da Agência Nacional de Mineração (ANM) sobre os riscos na barragem de Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG), o comunicado foi feito nesta quinta-feira (16).

Segundo uma reportagem feita pelo Estadão, a Defesa Civil informou que a barragem foi colocada em nível máximo de alerta, que significa risco iminente de ruptura, em 22 de março deste ano. 

Em nota, a Vale diz que "a alteração é uma medida preventiva, porque o trem circula nas imediações da cava da mina Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG), onde foram identificadas recentemente movimentações no talude Norte da estrutura".

Ainda de acordo com a Vale, a cava e a barragem são monitoradas 24h por dia. E quem parte da estação Belo Horizonte irá embarcar em ônibus alugados pela Vale e conduzido até a Estação Dois Irmãos, em Barão de Cocais, de onde seguirá a viagem por trem. No sentido contrário (Vitória- Belo Horizonte) os passageiros irão desembarcar do trem na Estação Dois Irmãos e seguir por meio rodoviário até o destino final.

 

 

 

 

Ver comentários