Notícia

Ciclista mais ferida em acidente é líder em categoria que compete

A empresária de 50 anos teve fraturas na mandíbula, na costela, na clavícula esquerda e no braço direito. O grupo de ciclistas foi atingido por um veículo na manhã deste sábado (29), na Rodovia do Sol, em Vila Velha

Marília é líder em uma das categorias master feminino no Estado
Marília é líder em uma das categorias master feminino no Estado
Foto: Reprodução | Instagram

A empresária Marília Barboza, de 50 anos, ciclista que ficou mais ferida no acidente causado, segundo a Polícia Civil, por um universitário e cozinheiro, que dirigia um Renalt Logan, e pela carona do veículo, uma garçonete, é líder estadual na categoria em que compete. Marília é a primeira no ranking estrada master C feminino, segundo a última atualização da Confederação Brasileira de Ciclismo.

> Motorista e passageira são presos após atropelarem ciclistas em Vila Velha

Segundo o filho de Marília, o universitário Matheus Barboza, de 19 anos, a mãe teve várias fraturas com o acidente: na mandíbula, na costela, na clavícula esquerda e no braço direito. Ela está internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Evangélico, em Vila Velha. Matheus explicou que o quadro é grave, mas estável. A mãe dele está consciente, mas tem muita dificuldade de falar.

Em conversa com a reportagem do Gazeta Online, Matheus confirmou que a mãe é líder estadual na categoria em que compete e gosta muito de praticar ciclismo com os amigos. Ela iria participar de uma competição em Goiás em breve, mas deve ficar de fora por causa do acidente.

> Advogado analisa autuação de carona em caso de atropelamento de ciclistas

Matheus explicou ainda que não tem informações detalhadas sobre o estado de saúde da mãe. Ele também falou sobre a imprudência do motorista, suspeito de ter bebido antes de causar o acidente, que feriu ainda outros quatro ciclistas, que já receberam alta. Veja a entrevista com o jovem:

MATHEUS BARBOZA, 19 ANOS, UNIVERSITÁRIO

Pelos ferimentos na sua mãe, você acredita que o impacto da batida foi muito forte?

O impacto foi inquestionavelmente muito forte. A gente sabe disso só de parar para ver o tanto que ela fraturou (clavícula esquerda, braço direito, costela, mandíbula, além da perfuração no pulmão). Ela tem um hematoma feio no braço e alguns arranhões nas pernas. No ombro também teve hematomas.

O que os médicos disseram no hospital?

Ela veio para cá e iria direto para o quarto (após ser transferida do Hospital São Lucas), mas o médico que avaliou ela pediu para que ela ficasse na UTI, ao menos 24 horas. Pelo visto, ela vai ter que fazer uma cirurgia também no braço (além do pulmão). Ela está estável, mas sente grandes dores. Ela não consegue falar muito bem, está bem fraca, mas os médicos não estão tratando como se fosse algo tão emergencial. O mais perigoso dentro da visão de todo mundo é em relação ao pulmão.

O que você acha do que aconteceu?

É claro que é uma imprudência sem tamanho, você fazer isso com uma pessoa que saiu de casa para fazer uma atividade que gosta com pessoas que gosta tanto, e simplesmente acaba com o dia dela e com o de outras pessoas que estavam felizes junto com ela, praticando uma atividade muito sadia. 

Qual a posição da sua mãe no ranking do ciclismo do Estado?

Ela é líder no ranking estadual. No nacional ela competiria em Goiás, mas por causa desse acidente ela não deve competir mais.

Ver comentários