Notícia

Excesso de velocidade dos veículos preocupa moradores de Itacibá

O temor em relação à velocidade e ao trânsito de veículos pesados já foi manifestado em protesto na região da Rodovia José Sette, onde foi implementado sistema binário

Duas semanas após uma grande mudança no trânsito na região do bairro Itacibá, que deixou a rodovia José Sette com o trânsito em sentido único em direção a Cariacica Sede, moradores da região ainda reclamam de algumas consequências da mudança. As principais queixas são feitas por moradores e comerciantes das ruas São Jorge e São João, que começaram a receber todo o fluxo de carros que trafegam no sentido oposto da José Sette, em direção à Praça de Itacibá. Enquanto alguns moradores reclamam de veículos que passam pelas ruas em alta velocidade, outros se queixam que alguns caminhões pesados e carretas estão passando pelas ruas estreitas do bairro.

O temor em relação à velocidade dos veículos e também ao trânsito de veículos pesados já foi manifestado por moradores de Itacibá no último dia 4 de junho, em um protesto realizado no dia em que a mudança no trânsito foi implementada.

 

O comerciante Paulo Inácio da Silva tem uma loja na rua São Jorge e relata que carretas estão passando no local. Ele pede mais fiscalização e sinalização para combater o problema. "Eu acho que está faltando um pouco mais de sinalização, desviar um o trânsito pesado das carretas, porque tem passado algumas por aqui. Precisamos de melhorias na sinalização e lombada em uma distância ideal", disse Paulo Inácio da Silva.

O comerciante Paulo Inácio da Silva tem uma loja na rua São Jorge e diz ainda vê carretas passando no local e pede mais fiscalização para combater o problema.
O comerciante Paulo Inácio da Silva tem uma loja na rua São Jorge e diz ainda vê carretas passando no local e pede mais fiscalização para combater o problema.
Foto: Eduardo Dias

Ricardo Vieira também tem um comércio na região e diz que muitos carros têm passado em alta velocidade pelas ruas São Jorge e São João. Ele também pede para que lombadas sejam instaladas na via, para que os carros passem mais devagar pelo local.

"Piorou o negócio, tudo o que vem de Cariacica (veículo) está passando aqui. A situação está muito perigosa. Se for colocar quebra-molas, tem que colocar uns quatro, porque estão passando em alta velocidade. Qualquer hora vai acontecer um desastre aqui", reclamou o comerciante Ricardo Vieira.

SINALIZAÇÃO PARA VELOCIDADE MÁXIMA

Após a reclamação dos moradores, o Departamento de Estradas de Rodagem do Espírito Santo (DER) informou que as ruas São Jorge e São João estariam com a sinalização reforçada, com placas que determinam limite de velocidade na via. No entanto, a reportagem da Rádio CBN Vitória passou pelo local na manhã desta terça-feira (18) e não encontrou placas indicando a velocidade máxima nos trechos que receberam críticas dos comerciantes.

Rua São Jorge, em Itacibá, não tem placas indicando o limite de velocidade na via
Rua São Jorge, em Itacibá, não tem placas indicando o limite de velocidade na via
Foto: Eduardo Dias

FISCALIZAÇÃO DE VEÍCULOS PESADOS

Em relação à circulação de veículos pesados trafegando pela região, o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar informou que realiza fiscalizações na Rodovia José Sette, com o objetivo de identificar o tráfego de veículos irregulares e qualquer tipo de infração rodoviária.

O Batalhão de Trânsito afirmou que atua com blitze e patrulhamento no local, que conta com proibição de circulação de veículo que pesem acima de 16 toneladas. O Batalhão pede ao cidadão que constatar qualquer tipo de tráfego irregular e ocorrência que configure crime de trânsito, que ligue para o 190.

Ver comentários