Notícia

Mudança de trajeto em trevo de Viana para minimizar congestionamentos

Quem vem da BR 262 vai entrar a direita e seguir por 700 metros na BR 101 no sentido Guarapari até o primeiro retorno, ponto em que deverá contornar e seguir em direção à Vitória.

23/06/2019 - Policial Federal organiza o trânsito na BR 101, no trevo de Viana
23/06/2019 - Policial Federal organiza o trânsito na BR 101, no trevo de Viana
Foto: Fernando Madeira

Na tentativa de minimizar os impactos causados pelas obras no trevo de Viana, que faz o entroncamento da BR 101 com a BR 262, um novo trajeto será posto aos usuários no local aos fins de semana. Previsto para vigorar já a partir do próximo, a mudança tem como objetivo diminuir os congestionamentos para quem vem da BR 262 em direção à Grande Vitória. No entanto, a mudança já foi feita em formato de testes na volta do último feriado, quando motoristas relataram uma demora de até três horas para percorrer um trecho de 30 quilômetros.

Atualmente, quem desce a Região Serrana precisa parar no encontro com a BR 101, esperar para fazer o cruzamento e seguir em direção à Grande Vitória. No último fim de semana - em formato de testes - e a partir do próximo, este cruzamento será fechado e quem vem da BR 262 vai entrar a direita e seguir por 700 metros na BR 101 no sentido Guarapari até o primeiro retorno, ponto em que deverá contornar e seguir em direção à Vitória.

A mudança foi apresentada durante um encontro promovido pelo deputado federal Da Vitória (Cidadania), em que participaram representantes da Eco101, DNIT, PRF-ES, além de prefeitos e empresários da região serrana.

Ilustração de como ficará o trajeto após as mudanças
Ilustração de como ficará o trajeto após as mudanças
Foto: Divulgação | Eco101

Segundo o diretor superintendente da Eco101, Jean Carlo Mezzomo, a medida tem objetivo diminuir os impactos, visto que o fluxo de veículos aumenta com a temporada de inverno na Região Serrana.

“Sabemos da importância da temporada de inverno para o turismo da região serrana e faremos isso com a maior celeridade e cuidado com a segurança do usuário. Pretendemos colocar essa operação já no fim de semana em modelo de Operação Assistida, que é quando colocamos a operação e toda a nossa estrutura fica atenta a possibilidades de melhoria e riscos que não queremos expor o usuário”, disse.

O superintendente do DNIT no Espírito Santo, Romeu Scheibe Neto, afirmou que o fluxo era prejudicado pelo cruzamento, já que obrigava os veículos a pararem, causando as filas. Para ele, a mudança dará sequência ao tráfego.

“Com isso, a gente acredita que vai dar continuidade a operação de fluxo da BR 262, porque não vai ter mais aquela operação de parada, para poder viabilizar o fluxo. Esse fluxo cruzado vai acabar”, explicou.

A mudança, no entanto, foi feita em formato de testes no último fim de semana e parece não ter tido o efeito esperado. Motoristas relataram demorar até três horas para fazer um trajeto de 30 quilômetros na BR 262. A aposentada Luzia Correa, que utilizou a rodovia voltando de Castelo no último domingo (23), foi uma das que enfrentou a lentidão no trânsito.

“Havia lentidão desde Viana-sede. Conforme a gente se aproximava da obra no trevo, não era possível visualizar a travessia para o sentido Vitória. Apesar de homens sinalizarem para seguir no sentido Guarapari, havia dúvida sobre onde era o retorno e por isso o trânsito ficou mais lento”.

A reportagem questionou a Eco101, responsável pela operação, sobre a diferença dos testes do fim de semana para o procedimento que será realizado. A assessoria de imprensa da empresa informou que um material será divulgado ainda nesta semana explicando detalhadamente como funcionará a operação.

Ver comentários