Notícia

O que se sabe até agora sobre acidente com mortes na BR 101, na Serra

Acidente matou mãe, pai e um filho do casal, de um ano e quatro meses; um outro filho, de 11 anos, está internado estado grave

Família morta em acidente voltava de viagem de férias. O filho mais velho sobreviveu
Família morta em acidente voltava de viagem de férias. O filho mais velho sobreviveu
Foto: Reprodução/Redes Sociais

A volta de uma viagem de uma família de Viana terminou em tragédia na noite da última segunda-feira (10), em Chapada Grande, BR 101, na Serra. Uma carreta que transportava uma pedra de granito invadiu a contramão e atingiu um Kia Cerato, resultando na morte de três pessoas e deixando uma ferida.  

Ozineto Francisco Rodrigues, de 38 anos, Danielli Martins, de 34 anos, Lucca Martins Rodrigues, de 1 ano e 4 meses, e Gabriel Martins, de 11 anos, voltavam de uma viagem que fizeram para o Nordeste, quando se envolveram no acidente. Ozineto, Danielli e Lucca morreram na hora. Gabriel foi socorrido e encaminhado para o Hospital Infantil de Vitória, onde permanece em estado grave.

A Delegacia de Delitos de Trânsito instaurou inquérito pra apurar a morte da família.

VÍDEO MOSTRA VEÍCULO APÓS ACIDENTE

 

FORAGIDO

Após o acidente, o motorista da carreta fez o teste do bafômetro, que deu negativo. Momentos depois ele saiu do local com um amigo, sem avisar as autoridades policiais, em direção ao Hospital Jayme dos Santos Neves, na Serra, onde foi atendido. O homem saiu do hospital e ainda não foi localizado. Na tarde desta terça-feira (11), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que uma advogada que afirmou representar o motorista disse ao órgão que entrará em contato com a Polícia Civil para programar a apresentação dele nesta quarta-feira (12) à delegacia. A Polícia Civil, no entanto, afirmou na tarde desta terça-feira que a advogada não havia feito contato formal. 

Os nomes do motorista da carreta e da empresa para qual ele trabalha não foram divulgados pela PRF nem pela Polícia Civil. 

MÃE TEVE SONHO COM CAIXÕES

A concunhada de Danielli, a empresária Victória Borges, 24 anos, que é casada com o irmão do Ozineto, contou um sonho que a sogra teve antes de a família viajar. Segundo Victória, um dia antes da viagem, a mãe de Ozineto sonhou com quatro caixões e os mortos eram pessoas da família, mas não eram necessariamente o Ozineto, a esposa e o filho mais novo. A empresária disse que ele acreditou no sonho profético da mãe e repreendeu com orações.

SEM AUTORIZAÇÃO

Acidente com carreta na BR 101, na Serra
Acidente com carreta na BR 101, na Serra
Foto: Fernando Estevão

A carreta não tinha autorização para o transporte de granito. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo não regularizado na parte documental junto ao Detran-ES. Segundo o inspetor Igor Moreira, da PRF, o veículo passou por uma adaptação no reboque para poder fazer esse tipo de transporte de carga, mas necessitaria pedir uma autorização junto ao Detran-ES para ter o documento que garantisse ao veículo a autorização de trafegar dentro das normas. O motorista será multado por isso, mas o inspetor não informou exatamente o valor da multa.

COMPRIMIDOS DE REBITE

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encontrou comprimidos de rebite dentro da carreta que provocou o acidente. A substância, utilizada por vários motoristas de carreta de forma ilegal para não dormir, estava dentro de uma sacola na cabine do veículo.

ALTA VELOCIDADE

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) acredita que o excesso de velocidade foi o fator primordial para causar o acidente. A carga poderia ter jogado o caminhão na contramão. O tacógrafo da carreta, equipamento que mede o tempo de uso, a distância percorrida e a velocidade em que o veículo estava no momento do acidente, foi recolhido para a perícia da Polícia Civil. Após o acidente, será necessário um guindaste para retirar a pedra e levá-la a uma balança para verificar se também houve excesso de peso. Além disso, a carreta ficaria retida se fosse abordada em algum posto de fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Isso porque o veículo não estava regularizado junto ao Detran-ES.

VIAGEM MISSIONÁRIA

Danielli e Ozineto morreram em um acidente na noite de segunda-feira (10)
Danielli e Ozineto morreram em um acidente na noite de segunda-feira (10)
Foto: Arquivo Pessoal

O casal planejava fazer uma viagem missionária para a Bahia, em janeiro de 2020. De acordo com pastor Renato Mitzke, o objetivo da viagem era fazer doações de cestas básicas, roupas e remédios, para pessoas carentes do Sertão do estado baiano. O pastor ainda contou que Ozineto Francisco Rodrigues e Danielli Martins, casal morto no acidente, lideravam o departamento de missão da Igreja Assembleia Deus Resgatai. O esposo, além de diácono, era também sonoplasta no templo. Já Danielli, também era diaconisa, pregadora e professora de escola dominical.

VELÓRIO E HOMENAGEM

Pastor Renato Metzke
Pastor Renato Metzke
Foto: Marcelo Prest

Cerca de 400 pessoas se reuniram na igreja Assembleia de Deus Resgatei, na noite desta terça-feira (11), em Viana, para homenagear a família. O pastor Renato Metzke contou que, durante brincadeiras que ele tinha com o casal Danielli Martins, de 34 anos, e Ozineto Francisco Rodrigues, de 38 anos, em relação a morte, a mulher pedia ao líder que fizesse um culto em seu velório. 

Por volta das 19h desta terça-feira (11), dezenas de amigos e familiares se reuniram na igreja para dar o último adeus à família. Os corpos, de acordo com a funerária, chegaram por volta das 21h40. O enterro será realizado no Cemitério de Vila Bethânia, às 15 horas, em Viana.

 

 

DINÂMICA DO ACIDENTE

Ver comentários