Notícia

Rodoviários organizam passeata em protesto contra ônibus sem cobrador

Novos ônibus do Transcol que vão circular na Grande Vitória não terão cobradores; categoria teme demissões e organiza passeata para a próxima semana

Ônibus do sistema Transcol com ar-condicionado
Ônibus do sistema Transcol com ar-condicionado
Foto: Fernando Madeira

O Sindicato dos Rodoviários agendou uma passeata para a próxima segunda-feira (1), às 7h, em protesto contra a implantação dos ônibus com ar-condicionado, que vão circular sem cobradores, já que somente serão aceitos passageiros com o cartão do Bilhete Único. Os rodoviários vão se reunir em frente ao Atacado São Paulo, na Avenida Vitória, e vão seguir em caminhada até o Palácio Anchieta, em Vitória. Duas faixas da via serão interditadas no sentido Centro durante a manifestação.

De acordo com o diretor-financeiro do Sindirodoviários, Valdecy Laurindo, os cobradores estão com muito medo de perderem os empregos. "São quatro mil profissionais que podem ficar desempregados. Não vamos aceitar isso".

O diretor do sindicato destacou que melhorias no sistema são bem-vindas, desde que não prejudique a categoria. “O ar-condicionado é bem-vindo, inclusive, já era para ter isso, porque o valor da passagem é absurdo. Agora virou uma desculpa, os cobradores vão ficar todos desempregados”.

 

 

VAI TER GREVE?

Segundo Valdecy, por enquanto, não haverá greve. Isso só será definido na próxima segunda."Estamos abertos ao diálogo com o governo, mas depois da passeata tudo pode acontecer. De maneira nenhuma vamos aceitar ônibus circulando sem cobradores”, afirmou.

 

 

> Ônibus com ar-condicionado só aceitarão Bilhete Único

SECRETARIA NEGA DEMISSÕES

A Secretaria de Estado dos Transportes e Obras Pública esclarece não haverá demissão por conta dos novos veículos. Veja nota na íntegra:

"Em razão da implantação do Bilhete Único, haverá maior oferta de emprego no Sistema. Isso vai permitir que os profissionais que atuam como cobradores atualmente dentro coletivos passem a exercer novas funções, até mesmo fora dos coletivos. As empresas operadoras vão incentivar os funcionários para que participem de cursos de requalificação, por meio de parcerias com o Sest Senat, para aprimoramento profissional e aperfeiçoamento para novas atividades como motorista, mecânico, eletricista, entre outros".

Ver comentários