Notícia

Servidores do Detran poderão atuar como agentes de trânsito

Ao todo, 150 agentes do Detran vão poder atuar nas ruas - 25 já começam as aulas em agosto

Givaldo Vieira, diretor-geral do Detran-ES
Givaldo Vieira, diretor-geral do Detran-ES
Foto: Divulgação

Para reduzir o número de mortes em acidentes, o Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES) anunciou uma série de ações para reforçar a fiscalização no trânsito do Estado. Entre elas, servidores do órgão serão capacitados para atuarem como agentes de trânsito em blitz e outras atividades. O Detran ainda promete aumentar a integração com outras forças de segurança, como a Polícia Militar e as guardas municipais, além de implementar um sistema digital, em que os agentes poderão aplicar multas e registrar ocorrências de trânsito através de um aplicativo de celular.

Leia também

Ao todo, 150 agentes do Detran vão poder atuar nas ruas - 25 já começam as aulas em agosto. A formação será dada pela Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp) e pelo Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte. O curso tem duração de dois meses. O foco do trabalho dos servidores do Detran será na fiscalização de transporte escolar e credenciadas, mas eles também atuarão em blitzes apoiando a Polícia Militar.

 Já o aplicativo, que vai permitir aos agentes da PM e do Detran a fazerem os registros online, passará por um período de testes, que deve durar 30 dias, segundo o diretor geral do Departamento Estadual, Givaldo Vieira.

"Vamos ter todo processamento de infrações por meio eletrônico, transparente para o cidadão com possibilidade de colocar seus recursos na internet, não precisando mais se deslocar até o órgão e também acabar com o papel na parte das infrações. Só no ano passado, do que é processado aqui no Estado, foram mais de 500 mil infrações, 500 mil processos, papéis, que nós estamos extinguindo a partir de agora com o sistema que vai processar tudo eletronicamente", destacou.

SISTEMA

Para que isso o ocorra, o Governo do Estado anunciou a entrega de cerca de 1300 smartphones e ampliação de linhas para a Polícia Militar, para integração ao Sistema Global de Registro de Infrações.

A digitalização dos processos também vai permitir que o cidadão receba pelo celular as notificações das irregularidades. "Vamos disponibilizar também a integração com o SNE (Sistema de Notificação Eletrônica) que vai permitir que cidadão baixe o aplicativo do governo federal e se quiser desistir do recurso, ter 40% de desconto no valor da multa e receber todas as notificações direto no aplicativo", complementou Givaldo.

Para aumentar a integração com outras forças de segurança, o governo do Estado apresentou a Operação Força pela Vida, formada pelo Detran-ES, Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), Corpo de Bombeiros, polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal, Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), Guardas dos Municípios com trânsito municipalizado, além de DER, Cetran, Ipem e Ceturb.

Através dela, os órgãos vão planejar executar ações conforme os dados sobre acidentes de trânsito apontarem a necessidade, como blitzes de fiscalização da Lei Seca, fiscalização de motociclistas e de transporte de rochas no Estado.

Ver comentários