Notícia

Após atropelamento na Rodovia do Sol, ciclistas farão manifestação

Os ciclistas pretendem se reunir na Praça dos Ciclistas, em Coqueiral de Itaparica, na manhã do próximo sábado (6) e seguir até o bairro Interlagos, mas não planejam interditar o tráfego

Após o cozinheiro e estudante de Gastronomia Rawlinson Carlos Soares, de 21 anos, atropelar cinco ciclistas na manhã de sábado (29), na Rodovia do Sol, em Vila Velha, um grupo de ciclistas pretende realizar uma manifestação no próximo sábado (6), também pela manhã, para chamar a atenção das autoridades sobre o caso.

O representante comercial e também ciclista Leonardo Albernaz, que estava no local em que o acidente aconteceu, próximo à entrada do bairro Retiro do Congo, afirma que o manifesto não tem intenção de atrapalhar o trânsito, mas de não deixar o assunto passar em branco e também chamar a atenção de autoridades.

 

> Motorista que atropelou ciclistas na Rodovia do Sol paga fiança de R$ 10 mil

"A ideia é ir com cartazes, de forma que a gente possa chamar atenção, porque muita gente não sabe que a bicicleta pode andar na rua, mas o Código de Trânsito permite. Sábado (6) vai ter ciclistas da Grande Vitória inteira, a gente vai divulgar até chegar em quem foi eleito para ver se fazem uma lei que tenha uma punição mais exemplar", afirma.

Leonardo explica que a ideia é sair da Praça dos Ciclistas, em Coqueiral de Itaparica, Vila Velha, seguir até a o bairro Interlagos e voltar. Segundo ele, são cerca de 25 km de pedalada, mas eles não pretendem interditar vias.

> Ciclista atropelada na Rodovia do Sol vai passar por cirurgia delicada

"No sábado agora (6), a gente vai sair da Praça dos Ciclistas, em Coqueira de Itaparica, até Interlagos e depois vamos voltar. Estamos chamando um grupo muito grande e vão ser cerca de 25 km para percorrer. Não queremos fechar pista, não pretendemos incomodar o trânsito, só não vamos deixar que esse acidente passe em branco, temos que cobrar das autoridades que a lei seja feita. Ele (o motorista) pagou R$ 10 mil e está solto, mas ela (vítima ferida) não pode fazer nada"

"INDIFERENÇA"

O representante comercial faz parte do grupo de ciclistas envolvido no acidente do último sábado (29) e viu tudo acontecer. A empresária Marília Barbosa, de 50 anos, foi a ciclista que teve ferimentos mais graves, e segue internada na Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital Evangélico de Vila Velha. Outros quatro integrantes do grupo também tiveram ferimentos.

Leonardo lembra, indignado, da atitude do motorista Rawlinson, que teria agido com certa indiferença ao acidente.

> Ciclista mais ferida em acidente é líder em categoria que compete

"Ele (motorista) agiu como se a viatura fosse um Uber que tinha chegado para ele. Quando a polícia chegou, ele encostou no ombro do policial e disse "vamos resolver isso na delegacia". Estamos indignados, a gente viu que ele estava bêbado, ele quis até ligar o carro, mas tiramos a chave da ignição", desabafa.

NOTA DE REPÚDIO

A Federação Espírito Santense de Ciclismo (Fesc), publicou em rede social uma nota de repúdio após o acidente.

Leia:

O ACIDENTE

Quatro ciclistas são atropelados na Rodovia do Sol na manhã deste sábado (29)
Quatro ciclistas são atropelados na Rodovia do Sol na manhã deste sábado (29)
Foto: Bernardo Coutinho

O representante comercial Leonardo Albernaz, de 39 anos, contou que ele, a filha de 15 anos, mais um grupo formado por pelo menos outros 20 ciclistas profissionais saíram às 6h da Praça do Ciclista, em Coqueiral de Itaparica, com destino à Setiba. Segundo ele, todos seguiam pelo acostamento quando ouviram um som de frenagem do Renault Logan prata. Ele a filha não ficaram feridos.

“A gente seguia pelo acostamento, perto de um posto de gasolina, quando ouviu o barulho do pneu freando. Ninguém teve tempo de reação para desviar. O motorista estava na pista da esquerda e já entrou na pista da direita desgovernado até nos atingir. Foi muito rápido. Só vi meus amigos no chão e logo buscamos socorro”, relembrou Leonardo.

De acordo com ele, foram atingidos: uma empresária de 50 anos, um soldado da Polícia Militar, um mecânico de bicicleta, 30 anos, um vendedor, 38 anos, e um representante comercial. A Polícia Militar informou que as vítimas foram socorridas por ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e equipes da Rodosol. Todos foram levados para o Hospital São Lucas, em Vitória. A empresária Marília Barbosa, de 50 anos, é a única que permanece internada. Segundo a família, ela foi transferida para o Hospital Evangélico.

Ver comentários