Notícia

Com mar de ressaca, ondas atingem casas e comércio na Ponta da Fruta

A prefeitura disse que uma equipe será enviada ao local para avaliar a situação na sexta-feira e, se necessário, tomará medidas para minimizar os impactos causados pela agitação marítima

Ressaca atinge o bairro Ponta da Fruta, em Vila Velha
Ressaca atinge o bairro Ponta da Fruta, em Vila Velha
Foto: Vitor Jubini

As águas do balneário de Ponta da Fruta, em Vila Velha, ficaram agitadas nesta quinta-feira (18) e atingiram casas e comércios próximos à orla da praia. O fenômeno, conhecido por ressaca, ocorre devido aos ventos fortes ocasionados pela passagem da massa de ar polar pela costa da região Sul e Sudeste do País. De acordo com o Instituto ClimaTempo, ele já era esperado para o Espírito Santo e o aviso de grandes ondas permanece até a manhã de domingo (21).

Acionada pela reportagem, a Defesa Civil do município informou que os agentes tinham conhecimento sobre o caso, mas não receberam nenhum chamado de morador sobre prejuízos.

Leia também

Questionada sobre os prejuízos para o bairro e previsão de obras de recuperação de trechos danificados, a

Prefeitura

disse que uma equipe será enviada ao local para avaliar a situação na sexta-feira (19) e, se necessário, tomará medidas para minimizar os impactos causados pela agitação marítima.

O órgão ressaltou ainda que, em 2018, realizou ações de limpeza e infraestrutura para controlar o processo de erosão no litoral e que a área sofre com um processo de ocupação urbana desordenada.

Em abril, após o avanço do mar, parte da areia do balneário foi removida para deixar os corais expostos - antes aterrados. Além disso, foi feito o recolhimento de resíduos sólidos acumulados. Já em outubro, houve restauração da rampa utilizada por pescadores e moradores da Praia Rosa. E, por fim, em novembro, aconteceu a retirada de restos de materiais de demolição, pedras, vergalhões e árvores caídas.

ALERTA DA MARINHA

A Marinha do Brasil emitiu um alerta nesta quinta-feira (18) sobre a passagem de um sistema frontal que poderá provocar ventos de direção Sudoeste a Sudeste, com intensidade de até 74 km/h, no litoral do estado da Bahia, ao sul de Salvador (BA). O aviso é válido até domingo (21) de manhã.

> Anchieta afirma que fará obras para conter efeitos de ressaca no mar

Ver comentários