Notícia

"Educação precisa voltar a sonhar", diz diretora de escola na Serra

Juliana Rohsner ganhou o prêmio nacional Educador Nota 10, que reconhece práticas de excelência da Educação Básica Brasileira

Selo provisório da 22ª edição do Curso de Residência em Jornalismo Rede Gazeta

Quando Juliana Rohsner assumiu a gestão da Escola Jones José do Nascimento, na Serra, em 2016, a comunidade de Central Carapina não esperava que o bairro ganhasse visibilidade nacional por algo positivo.

“Na primeira vez que uma equipe de reportagem foi filmar nossa escola, um aluno de 10 anos me chamou surpreso por não ser de algum programa policial”, lembra a diretora.

Nesta quarta-feira (17), contudo, o sentimento é positivo. Juliana ganhou o prêmio nacional Educador Nota 10, que reconhece práticas de excelência da Educação Básica Brasileira.

O prêmio é decorrente do projeto “Gestando sonhos, alcançando metas!”, implantado na escola que antes era referência somente de indisciplina, vandalismo e baixa aprendizagem. Antes considerada uma das mais violentas do Espírito Santo, a escola corria o risco de ser desativada, de acordo com Juliana.

> Governo dos EUA premia brasileiro por luta contra intolerância religiosa

Depois de reorganizar o espaço físico da escola, promover métodos de ensino mais práticos e se aliar aos pais dos estudantes, os índices se transformaram. Enquanto o número de alunos com resultados baixos nas avaliações externas caiu, a autoestima das crianças e adolescentes aumentou.

Juliana Roshner com alunos da Escola Jones José do Nascimento
Juliana Roshner com alunos da Escola Jones José do Nascimento
Foto: Sedu

Para Juliana, esse segundo dado é o mais importante: “O papel do professor vai além do conhecimento. É o de transformar, aguçar a curiosidade, revelar novas possibilidades, fazer os olhos brilharem”.

Meu principal desejo é que a gente continue a mudar vidas, despertar sonhos, mostrar que é possível. A educação brasileira precisa voltar a sonhar.
Juliana Roshner

O primeiro prêmio recebido pela Escola Jones José do Nascimento foi pelo exemplo de gestão administrativa, em 2016. No ano seguinte, os resultados da boa gestão vieram na forma de um prêmio de Pedagogia.

Outras premiações recebidas foram em categorias de organização de catalogação e de coordenação. Ao todo, os prêmios somam R$ 100 mil reais, utilizados para a continuidade e fortalecimento das ações.

Para Juliana, receber o prêmio Educador Nota 10 é a coroação desse trajeto. “A gente foi fazendo um trabalho que foi dando certo, colhendo frutos, sendo reconhecido. Hoje a gente inspira outras pessoas, com certeza”, finalizou.

 

 

Ver comentários