Notícia

Falta de sinalização "cria" estacionamento na Leitão da Silva

O fato de grande parte da avenida, por estar em obras, não ter tido a sinalização vertical instalada, faz com que motoristas estacionem os veículos no local

Veículos utilizando a faixa da direita como estacionamento na Avenida Leitão da Silva
Veículos utilizando a faixa da direita como estacionamento na Avenida Leitão da Silva
Foto: José Carlos Schaeffer

Mesmo com a liberação das seis pistas da Avenida Leitão da Silva – três em cada sentido – nesta terça-feira (16), o local ainda passa por obras. Estão pendentes intervenções na rede de esgoto em um ponto próximo ao cruzamento com a Avenida César Hilal, ajustes em calçadas, construção da ciclovia e pintura das faixas. Enquanto essas obras não são concluídas, condutores utilizam a faixa da direita como estacionamento, parando carros e motos em vários trechos da avenida nos dois sentidos.

O fato de grande parte da avenida, por estar em obras, não ter tido a sinalização vertical instalada, faz com que motoristas estacionem os veículos no local. Por ser uma via municipal, a responsabilidade de fiscalização de estacionamentos em locais irregulares é da prefeitura de Vitória, por meio da Secretaria de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana. Procurada, a pasta informou, no entanto, que enquanto a avenida Leitão da Silva estiver em obra a sinalização é de responsabilidade do Departamento de Estradas e Rodagem (DER).

Já o responsável pela sinalização, o DER informou que as placas serão instaladas ao longo dos serviços de conclusão da obra, previstos para novembro. Enquanto isso, uma faixa deve servir como estacionamento próximo aos trechos que ainda recebem intervenções.

PEDIDO DOS COMERCIANTES

Nesta terça-feira, o Departamento de Estradas de Rodagem do Estado (DER-ES) já havia informado que, está avaliando, junto à Prefeitura de Vitória, a implantação de vagas em alguns trechos após pedido de comerciantes.

> LEIA TAMBÉM: Comerciantes otimistas com liberação da Avenida Leitão da Silva

No entanto, a prefeitura não confirma e diz que não há previsão para a implantação de estacionamento na via. O presidente da Associação de Comerciantes da Leitão da Silva, Wellington Gonçalves dos Santos, confirma que há interesse na disponibilização das vagas, assim como a solicitação de que os estacionamentos em frente às lojas pudessem ser refeitos. 

Carros transitam nos dois sentidos da Leitão da Silva; alguns veículos estacionam nas faixas laterais
Carros transitam nos dois sentidos da Leitão da Silva; alguns veículos estacionam nas faixas laterais
Foto: Ricardo Medeiros

PINTURA DAS FAIXAS

Prevista para esta quarta-feira (17), a pintura das faixas das pistas que foram liberadas nesta semana ainda estava pendentes em alguns locais. Durante a tarde, a reportagem da CBN Vitória passou pela Avenida e constatou que faltavam trechos a receberam a sinalização.

Procurado, o DER informou que a pintura entre as ruas da Palmeiras e Robert Kennedy foram realizadas durante a noite de terça-feira (16). Já a pintura entre a Rua Robert Kennedy e a proximidade da loja Eletromil foi programada para a noite desta quarta, para não atrapalhar o tráfego de veículos durante o dia, segundo o órgão.

PISTA ESTREITA

Outro trecho vem chamando a atenção de quem passa pela avenida após a liberação das pistas. Um estreitamento entre as ruas Semides Vallandro e Henry Ford causou estranheza em ouvintes da CBN, que relatavam não ter como passar três veículos pelo trecho.

Sobre este fato, o DER informou que o projeto de toda a avenida contempla três faixas de rolamento em cada sentido. No entanto, disse que eventualmente haverá necessidade de diminuir o espaço para a segurança dos trabalhadores que estão trabalhando na conclusão do canteiro central, ciclovia e também das calçadas laterais.

Ver comentários