Notícia

Sedu não faz o acompanhamento geral na vacinação de alunos do ES

O Espírito Santo tem uma lei determinando que todos os alunos da rede estadual são obrigados a apresentar o cartão de vacina para realizar matrículas

Alunos da rede estadual de ensino do Espírito Santo precisam apresentar cartão de vacina para fazer matrícula
Alunos da rede estadual de ensino do Espírito Santo precisam apresentar cartão de vacina para fazer matrícula
Foto: shutterstock

Desde novembro de 2018, o Espírito Santo tem uma lei determinando que todos os alunos da rede estadual de ensino, menores de 18 anos, são obrigados a apresentar o cartão de vacina para realizar matrículas nas escolas de ensino médio e fundamental. A intenção da lei é aumentar o nível de imunização dos alunos e prevenir a ocorrência de possíveis surtos de doenças.

Pelo que está previsto na lei, as escolas podem enviar notificações aos responsáveis das crianças e adolescentes que não estão com as vacinas em dia. Caso a situação não seja resolvida, as escolas podem comunicar o problema para conselhos tutelares.

Apesar de a lei estar em vigor há oito meses, a Secretaria de Estado da Educação (Sedu) afirmou que cada uma das escolas da rede estadual faz o seu próprio controle dos alunos que estão vacinados ou não, e que não há uma centralização dos números gerais. Sendo assim, a secretaria ainda não tem um controle sobre a quantidade dos alunos que estão com a imunização pendente.

OUTROS NÚMEROS PARA MONITORAR

Na avaliação do gerente de Planejamento da Sedu, André Melotti Rocha, seria importante a secretaria ter o controle sobre os números relacionados à vacinação dos alunos, mas ele afirma que a Sedu tem outros dados para monitorar.

Leia também

"Eu acho importante, mas nós temos vários outros tipos de controles para fazer. Temos que racionalizar os trabalhos e temos prioridades, né? É importante, mas no âmbito da educação, nós temos uma série de controles", explicou o representante da Sedu.

André Melotti Rocha explicou que, após receberem os cartões dos alunos, o documento é analisado em um posto de saúde próximo da escola, verificando quais as vacinas estão em dia ou não. Após a conferência, a escola entra em contato com os responsáveis dos alunos que precisam de imunização.

De acordo com dados da Sedu, a rede estadual de ensino tem cerca de 450 escolas e aproximadamente 200 mil alunos.

Posteriormente, o Sedu enviou à Rádio CBN Vitória uma nota na qual informa que o acompanhamento do controle vacinal dos alunos da Rede Estadual é feito por meio das Superintendências Regionais de Educação, que monitoram as ações realizadas nas escolas. Segundo a Sedu, assim que é identificada a necessidade de atualização do cartão de vacina, junto às Unidades de Saúde, os pais dos alunos são informados e orientados a realizar a imunização pendente.

Ver comentários