Notícia

Vídeo: passageiros se solidarizam e dão dinheiro para vendedor de empadas

Igor Rodrigues, 23 anos, teve a mercadoria jogada no chão do Terminal de Carapina, na Serra, na manhã desta terça-feira (9)

Passageiros deram dinheiro para o vendedor de empadinha
Passageiros deram dinheiro para o vendedor de empadinha
Foto: Internauta

O vendedor de empadas Igor Rodrigues, 23 anos, que acusa um fiscal de jogar toda a sua mercadoria no chão do Terminal de Carapina, na Serra, na manhã desta terça-feira (9), recebeu dinheiro de passageiros que se solidarizaram ao ver que o rapaz perdeu toda a sua produção.

Igos, que perdeu 230 empadas, se sentiu amparado pelos passageiros que o ajudaram. No vídeo enviado ao Gazeta Online (veja abaixo) é possível ver o vendedor agradecendo todas as pessoas que davam qualquer quantia. Muitos passageiros abraçaram ele e disseram que o rapaz vai conseguir tudo isso de volta porque ele é um trabalhador.

Em entrevista ao Gazeta Online, Igor disse que queria agradecer todas as pessoas que deram dinheiro para ele.  "Isso me ajudou. Eu não pedi a ninguém. Eles que quiseram me ajudar com qualquer tipo de valor, eu fiquei emocionado na hora", finalizou. 

 

O QUE DIZ A POLICIA MILITAR

"Policiais militares foram acionados na manhã de hoje (09) para averiguar uma ocorrência de vias de fato no Terminal de Carapina.

Ao chegar no local, a equipe se deparou com uma aglomeração de pessoas. As testemunhas disseram que um fiscal teria derrubado a mercadoria de um ambulante, pois ele não poderia vender o produto no local.

Diante da situação, os policiais fizeram contato com o ambulante que estaria envolvido no ocorrido. Ele informou que, quando estava no Terminal de Carapina para vender o seu produto, foi informado pelo fiscal que não poderia comercializar o produto. Neste momento, o fiscal teria pego a caixa térmica do ambulante, despejando-a no chão. Ao ver a situação, as pessoas ameaçaram o fiscal.

Os policiais conversaram com o fiscal que alegou que há algum tempo estava alertando o ambulante que não poderia comercializar o seu produto no local e que na manhã de hoje (09) ao fazer contato novamente com o ambulante e pedir para que não vendesse o produto no Terminal, o ambulante despejou toda a mercadoria no chão, vindo a gerar todo o transtorno.

Diante dos fatos, as partes foram encaminhadas à 3ª Delegacia Regional de Serra.

O QUE DIZ A CETURB

A Ceturb-ES informa que a comercialização de produtos dentro dos terminais proibida, conforme Decreto Estadual 3.549-R, de 2014, que trata do regulamento dos terminais. Além disso, a lei de licitações determina que espaços públicos sejam explorados mediante licitação. Dessa forma, a fiscalização da empresa aborda diariamente vendedores ambulantes que insistem em usar o espaço para comercialização.

Na manhã desta terça-feira (09), um ambulante, após ser abordado mais uma vez pela fiscalização, se recusou a sair. O fiscal segurou na alça da caixa que o vendedor levava e essa caiu no chão. Houve tumulto e a polícia foi acionada e todos foram para a delegacia para registrar o boletim de ocorrência. A Ceturb-ES vai apurar se houve abuso na conduta das partes envolvidas para adotar as medidas administrativas cabíveis.