Notícia

Bombeiro que morreu em resgate no ES é homenageado em Brasília

Marco Antônio morreu na última segunda-feira quando tentava resgatar um cachorro de um Penhasco em Alfredo Chaves

 

O Corpo de Bombeiros do Distrito Federal prestou uma homenagem na manhã desta quarta-feira (21) ao subtenente Marco Antônio Cordeiro, que morreu durante o resgaste de um cachorro em Alfredo Chaves, na Região Serrana do Estado, na última segunda-feira (19).

O vídeo acima mostra um grupo de bombeiros em Brasília realizando a oração do Salvamento em Altura no Centro de Treinamento Operacional do Distrito Federal. Cordeiro era especializado em resgate em altura no Espírito Santo.

> "Animal resgatado" foram as últimas palavras de bombeiro morto no ES

Segundo informações do Corpo de Bombeiros do ES, o líder do grupamento, que comanda a oração no vídeo, se formou em um curso de mergulho com o subtenente Cordeiro.

O CASO

O subtenente Marco Antônio Cordeiro, do 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros, fazia um rapel para tentar salvar um cachorro em um Morro de Sagrada Família, em Alfredo Chaves. Na hora que ele foi tirar o cachorro do penhasco — que estava preso no local há três dias — sofreu um acidente.

O subtenente Marco Antonio Cordeiro, do 5º Batalhão (Guarapari) sofreu um acidente ao tentar resgatar o cachorro de um penhasco em Alfredo Chaves
O subtenente Marco Antonio Cordeiro, do 5º Batalhão (Guarapari) sofreu um acidente ao tentar resgatar o cachorro de um penhasco em Alfredo Chaves
Foto: Reprodução | Internet

Um helicóptero do Núcleo de Operações e Transportes Aéreo (NOTAer) chegou a resgatar o subtenente. O helicóptero foi acionado e a equipe precisou fazer o resgate do bombeiro acidentado, que estava pendurado pela corda, também utilizando a técnica de rapel.

O militar não sobreviveu aos ferimentos e acabou falecendo. Cordeiro morreu no mesmo dia que completava 23 anos na corporação.

SEPULTAMENTO

Bombeiros e familiares do subtenente Cordeiro participaram do velório do militar na manhã da última terça-feira (20) no quartel do Comando Geral dos Bombeiros, na Enseada do Suá em Vitória, onde recebeu homenagens.

> As homenagens a bombeiro morto em resgate de cachorro no ES

O caixão seguiu em carro aberto em cortejo fúnebre que passou pelas avenidas Américo Buaiz, Dante Michelini, Adalberto Simão Nader, Fernando Ferrari e seguiu pela BR 101 até chegar ao cemitério. O cortejo foi acompanhado por ônibus, caminhões e outros veículos da corporação, além de familiares e amigos.

Marco Antônio tinha 44 anos e deixou, além da esposa, Denise, um filho de 19 anos, e uma filha de 13.

ASSISTA À DESPEDIDA AO BOMBEIRO

 

Ver comentários