Notícia

Motorista de aplicativo é atingido com tiro na cabeça na Serra

Ele estava com um casal dentro do carro, um homem de 60 anos e uma mulher de 55 anos. O fato ocorreu neste sábado (10), por volta das 12h30.

Uber é abordado por bandidos
Uber é abordado por bandidos
Foto: Isaac Ribeiro

Um motorista de aplicativo, de 30 anos, levou um tiro de raspão na cabeça enquanto realizava uma corrida de Manguinhos até Feu Rosa, na Serra. Ele estava com um casal dentro do carro, um homem de 60 anos e uma mulher de 55 anos. O fato ocorreu neste sábado (10), por volta das 12h30.

Segundo a Polícia Militar, ao menos dois bandidos tentaram abordar o motorista de aplicativo na Rua Macanaíba, em Feu Rosa. Ele estava num Uno vermelho e decidiu não parar o veículo, fazendo com que os bandidos reagissem. Um deles atirou na direção do carro.

> Cantor sertanejo é morto a tiros em Cariacica

Uma testemunha, que preferiu não se identificar, disse que ouviu o barulho do tiro. “Parecia uma explosão. Cerca de 25 minutos depois, cheguei em casa e vi o mesmo carro parado na frente da minha casa e logo pensei que tinha acontecido alguma coisa, que tinha invadido nossa casa. Aí descobri o que tinha acontecido. Acho que o motorista foi abordado, perseguido e então levou o tiro”, disse.

Tiro

O tiro atingiu a porta de trás do veículo, jogando estilhaços na passageira e acertando de raspão a cabeça do motorista. Ele ainda seguiu viagem até a Rua Copo de Leite e, em seguida, saiu do carro e foi andando até a um próximo a um bar na rua Jacarandá.

As pessoas que estavam no local levaram ele para o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves. O casal passa bem.

O presidente da Associação de Motoristas de Aplicativo do Espírito Santo (Amapes), Luíz Fernando Muller, diz que a criminalidade tem dificultado a vida dos motoristas de aplicativos.

“Está muito difícil trabalhar, a gente sai de casa e não sabe se volta. Isso que aconteceu é um absurdo, é um grande problema de segurança pública que precisa ser resolvido. Precisamos trabalhar em paz. Em determinados horários e lugares recomendamos que os motoristas não aceitem a corrida pela insegurança”