Notícia

Confira como ouvir o podcast Vidas Bandidas

Série será disponibilizada em diferentes plataformas digitais de áudio, para escutar quando e onde quiser

Uma novidade de A Gazeta, a série em podcast Vidas Bandidas, que relembra histórias de criminosos que marcaram as páginas policiais do Espírito Santo e mexeram com o imaginário dos capixabas nas décadas de 50, 60 e 70, já está disponível em diferentes plataformas digitais de áudio.

A série possui três episódios e você pode escutar quando e onde quiser. O primeiro episódio retratada a história de Pedro Grosso, que ganhou fama nos anos 1960 ao protagonizar fugas cinematográficas do Centro de Detenção de Vila Velha.

O áudio está disponível nos aplicativos Spotify e iTunes. Com um dos apps instalados no smartphone, basta digitar na busca o nome da série Vidas Bandidas, clicar no arquivo de áudio e escutar.

PARA OUVIR NO SPOTIFY, CLIQUE AQUI.

Também é possível acessar o podcast Vidas Bandidas diretamente no site de A Gazeta, em www.gazetaonline.com.br/vidasbandidas. Basta clicar no ícone da série e ouvir no celular, tablet ou computador.

O site traz ainda detalhes das histórias no formato de quadrinhos animados e vídeos que revelam bastidores da reportagem na época.

TRAMAS POLICIAIS

Pelo menos 20 fugas, algumas até pela porta da frente da delegacia. A ousadia deu fama a Pedro Grosso e enfureceu as autoridades policiais da década de 60. As suas artimanhas, que incluem buracos escavados na parede camuflados por dias e grades serradas até com a ajuda de saliva, são retratadas no primeiro episódio da série, já disponível para ser baixado. 

Podcast Vidas Bandidas: As fugas de Pedro Grosso
Podcast Vidas Bandidas: As fugas de Pedro Grosso
Foto: Ilustração | Arabson

A sequência de Vidas Bandidas relembra a frase ameaçadora que ficou conhecida na Grande Vitória nos anos 70: “Eu sou o Edmilson. Ninguém reage, senão morre”. Afirmando ter sido vítima de uma injusta prisão, após ser acusado de roubo, Edmilson Cândido do Rosário, o Negão, ganhou fama de matador e também de Robin Hood capixaba, ao distribuir o fruto dos roubos para comunidades carentes de Vitória. O episódio será disponibilizado nesta terça-feira (17). 

Já o terceiro episódio da série releva todo o temperamento cruel de Jorge Come-Cru, temido no Noroeste do Estado, na década de 50, por devorar seus inimigos ainda vivos.  Considerado um dos maiores pistoleiros da história capixaba, ele atuava como segurança do professor baiano Udelino Alves de Matos, durante a tentativa de criar o Estado União de Jeová, no Noroeste do Espírito Santo.

Ver comentários