Notícia

Jovem trabalha como faxineiro, junta dinheiro e vai estudar na Europa

Maicon Silva juntou R$ 27 mil para pagar os custos da viagem e dos estudos

Maicon Silva, de 24 anos, trabalhou como faxineiro, juntou dinheiro e foi fazer intercâmbio na Irlanda
Maicon Silva, de 24 anos, trabalhou como faxineiro, juntou dinheiro e foi fazer intercâmbio na Irlanda
Foto: Acervo pessoal

Depois de quase dez anos fazendo faxina, Maicon Silva, de 24 anos, conseguiu realizar um de seus sonhos: fazer intercâmbio em Dublin, na Irlanda. O jovem, que é natural de Domingos Martins, sempre teve vontade de ter a experiência de estudar e trabalhar fora do Brasil, mas atingir o seu objetivo não foi nada fácil.

> Jovem vence o preconceito e conquista seu espaço limpando casas

“Escolhi a Irlanda porque é um dos países mais baratos. Trabalhei muito para conseguir pagar as parcelas do curso de inglês e a passagem aérea. Minha profissão no Brasil era diarista (faxineiro). Juntei cada centavo das faxinas que eu fazia para poder viajar”, conta o jovem.

Ao todo, Maicon demorou três anos para economizar os R$ 27 mil necessários para a viagem. Para isso, a força de vontade e a perseverança foram fundamentais. “Se eu não tivesse acreditado, não conseguiria. Estou há um mês na Irlanda estudando e trabalhando”, afirma.

O jovem saiu de casa dos pais no interior do Estado aos 15 anos e foi morar em Vitória com uma antiga patroa de uma de suas irmãs, a dona Miriam. “Ela me deu uma casa e trabalho e isso foi o suficiente para eu aprender tudo o que eu precisava para ser um bom profissional. A partir daí, comecei a ser indicado para as pessoas conhecidas dela. Até maio deste ano fiz faxinas”, conta.

Intercâmbio: veja como trabalhar nas férias e receber em dólar

Para realizar o sonho de estudar no exterior, ele contou com o apoio da família e das patroas, que sempre confiaram em seu trabalho. Maicon deu entrada no processo de intercâmbio em maio de 2018 e preparou as malas para viajar para o velho continente no final do último mês de junho.

“Tenho visto para estudar e trabalhar. Pretendo continuar fazendo minhas faxinas por aqui. Esse tipo de trabalho é muito bem remunerado no país, independentemente do sexo”, comenta.

O curso de inglês na Irlanda tem a duração de seis meses, mas ele deve ficar ainda dois meses de férias na Europa. Como tem visto para estudar e trabalhar por dois anos, ele quer permanecer em Dublin para juntar dinheiro e fazer a faculdade de Tecnologia da Informação.

“Minha vida aqui está sendo bem corrida por ter que estudar para manter o visto e trabalhar para me manter aqui. Quero ficar por um bom tempo para trabalhar, juntar dinheiro e realizar meu outro sonho que é fazer uma faculdade na Irlanda”, finaliza.

> Leia mais sobre Concursos e Empregos 

 

 

Ver comentários