Notícia

Novo aeroporto: 'Mestre Álvaro não oferece riscos'

O gerente de segurança operacional do Aeroclube do Espírito Santo, Marcos Nascif, disse que a possibilidade de acidente é "remotíssima"

Pista do novo Aeroporto de Vitória com o Mestre Álvaro ao fundo
Pista do novo Aeroporto de Vitória com o Mestre Álvaro ao fundo
Foto: Internauta

A nova pista do Aeroporto de Vitória terá ao fundo o imponente Mestre Álvaro. Mas a proximidade com a montanha causa um possível risco para as aeronaves? O gerente de segurança operacional do Aeroclube do Espírito Santo, Marcos Nascif, afirmou que essa possibilidade é "remotíssima". O especialista participou de uma entrevista nesta terça-feira (13), no Bom Dia Espírito Santo, da TV Gazeta.

"É remotíssima a possibilidade de um acidente. Muito remota. Em termos de segurança, o Mestre Álvaro não oferece riscos consideráveis, de maneira nenhuma", reforça. 

Leia também

Segundo o especialista, apesar dos seus 833 metros de altitude, o Mestre Álvaro está a 10 quilômetros à esquerda do prolongamento da cabeceira 2 - a nova pista com chegada pelo mar.

"O procedimento de pouso e decolagem já prevê em circuitos que vão evitá-lo completamente. Existem no mundo aeroportos que têm montanhas no seu prolongamento e não é nem afastado como esse aqui, a 10 quilômetros. Saint Martin, por exemplo, tem uma cadeia de montanhas no seu prolongamento da pista. O Santos Dumont (Rio de Janeiro) tem aquela rocha enorme no prolongamento da pista", compara. 

Nascif contou que no Aeroporto Santos Dumont há o registro de uma colisão de um avião da Força Aérea. "O piloto decolou e esqueceu de fazer o procedimento, não virou à esquerda e bateu na montanha. O tempo estava fechado", lembrou.

"FANTÁSTICO"

Na entrevista, Nascif também avaliou o novo aeroporto: Fantástico. Em termos de terminal, de pista e infraestrutura o nosso aeroporto está entre os melhores do Brasil", concluiu. 

MAU TEMPO

O novo Aeroporto de Vitória está previsto para ficar pronto até o final deste mês, mas mesmo depois que ele estiver em plena operação, em dias de mau tempo, ou seja, em que a visibilidade para pousos for ruim, é a pista “velha” que será usada pelos pilotos para a chegada das aeronaves.

A informação é de uma fonte ligada à Infraero. De acordo com ela, na pista nova também vão acontecer aproximações por instrumento pelo lado do mar (cabeceira 2). Mas, quando as condições climáticas piorarem muito, somente a pista que é usada atualmente será liberada para pousos, como uma medida de segurança. Veja a matéria completa.

VÍDEO

Um vídeo que tem circulado nas redes sociais mostra a nova pista do Aeroporto de Vitória. O registro foi feito de um helicóptero que sobrevoou o local para um teste de luzes da Infraero.