Notícia

Preço médio da gasolina em Guarapari é o mais alto do ES

Valor médio no Estado subiu de R$ 4,16 para R$ 4,21 na semana passada

Foto: Pixabay

O preço médio da gasolina nos postos do Espírito Santo voltou a subir na semana passada, atingindo R$ 4,21, segundo pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Na semana anterior, o preço era R$ R$ 4,16. No país, a média atingiu nova máxima do ano, a R$ 4,25.

Guarapari continua tendo o preço médio do combustível mais alto entre as cidades pesquisadas pela ANP. Na cidade, o valor médio do litro da gasolina bateu R$ 4,47 na última semana. Em seguida, aparecem as cidades de Cachoeiro de Itapemirim (R$ 4,40) e Aracruz (R$ 4,39). 

Em todas dez cidades capixabas pesquisadas pela ANP, o preço médio está acima dos R$ 4,10. Colatina, no Noroeste do Estado, registrou valor de R$ 4,38 na semana passada, dez centavos à frente do preço médio de Linhares (R$ 4,28). Também no Norte capixaba, São Mateus aparece com R$ 4,27 o preço médio.

A Grande Vitória possui os valores mais em conta em relação ao restante do Espírito Santo. Vitória, Serra e Cariacica possuem preço médio praticados pelos postos de R$ 4,12, seguida por Vila Velha, com R$ 4,14 o preço médio da gasolina.

 

FALTA DE COMBUSTÍVEIS

Em abril, alguns postos do Estado chegaram a ficar sem gasolina nas bombas. Os empresários alegaram que um navio carregado com o combustível não estava conseguindo atracar no Porto de Tubarão. Por conta disso, houve falta de gasolina em alguns postos e os donos elevaram os preços do estoque que possuíam.

Quando o navio atracou e a distribuição foi normalizada no Estado, os consumidores reclamaram que os preços não estavam sendo reduzidos. Por isso, o Ministério Público do ES questionou o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sindipostos), que apontou como possíveis causas a falta de abastecimento e a consequente redução da oferta do produto.

NO PAÍS

A nível nacional, com o novo aumento, a gasolina acumula alta de 3,85% desde o início do ano, e avança 21,28% desde que a Petrobras iniciou sua nova política de preços, em julho do ano passado.

Já o litro do diesel passou de R$ 3,495 para R$ 3,551 na semana encerrada no dia 12 de maio, um aumento de 1,6% na semana. No ano, a alta acumulada é de 6,76%. Por outro lado, o etanol caiu pela 5ª semana seguida, de R$ 2,853 para R$ 2,802, um recuo de 1,79%. No ano, a queda acumulada chega a 3,78%.

Ver comentários