Notícia

Litro do diesel chega a custar R$ 3 na Grande Vitória

A maior redução no preço do combustível encontrada pelo Procon foi de R$ 0,58 em relação ao valor praticado antes da greve, em 21 de maio

Foto: Vitor Jubini

O preço do diesel na Grande Vitória está mais em conta para o consumidor. Em um posto de combustível de Jardim Limoeiro, na Serra, por exemplo, o litro do óleo tipo S500 está sendo vendido a R$ 3,00, o menor valor entre os postos fiscalizados pelo Procon Estadual. O preço está R$ 0,46 mais barato do que o praticado na semana da paralisação dos caminhoneiros. Porém, a maior redução encontrada pelo órgão estadual no valor do combustível foi de R$ 0,58 em relação ao preço praticado antes da greve.

 No dia 21 de maio, quando a paralisação dos caminhoneiros teve início, o posto comercializava o litro do diesel S500 a R$ 3,46. No último dia 7 de junho, o valor caiu para R$ 3,00.

Os dados são do levantamento de preços do óleo diesel na Grande Vitória, realizado pelo Procon entre os dias 4 e 15 de junho, com 104 estabelecimentos. 

Sete postos vistoriados não tinham combustível disponível no momento da coleta de valores e um estava fechado. Além disso, todos foram notificados pelo órgão para que enviassem, num prazo de até 48 horas após a data de fiscalização, as notas discais de compra do combustível.

Todos os dez estabelecimentos com o combustível mais em conta da Grande Vitória estão situados no município da Serra. No bairro Civit, por exemplo, o Procon encontrou o posto com o maior desconto da Grande Vitória. O estabelecimento reduziu em R$ 0,48 o preço do litro do diesel S500, e o combustível S10 apresentou uma redução de R$ 0,58. Já o litro de óleo diesel mais caro está localizado em Vila Velha. O combustível tipo S10 aditivado está sendo vendido a R$ 3,79 o litro.

Segundo a diretora-presidente do Procon Estadual, Denize Izaita, a maior parte dos postos está aplicando a redução de R$ 0,46 sobre os valores do combustível. "Na última quinta-feira (14),  me reuni com o Sindipostos, os Procons municipais, o Ministério Público e a Secretaria da Fazenda (Sefaz). Nessa pauta, o Sindipostos disse que os proprietários dos estabelecimentos têm todo o interesse de cumprir a portaria que estabelece a redução do valor do diesel", lembrou.

Ainda de acordo com Izaita, os representantes dos postos relataram que as distribuidoras ainda tinham estoques antigos devido à greve dos caminhoneiros e, com isso, não conseguiram escoar o que estava parado. "Muitos postos podem não ter abastecido até o dia 21 de maio, por isso, estendemos o período de análise do cupom fiscal do dia 14 (antes da paralisação) até o dia 23 (último dia de registro de entrega de combustíveis nos postos). É esse o período que estamos solicitando aos postos para análise", comentou.

MEDIDAS DO GOVERNO

Após o fim da greve dos caminhoneiros, no final de maio, o governo federal publicou um decreto e medidas provisórias para que o preço do diesel caísse.

Hoje, o combustível sai das refinarias R$ 0,46 mais barato. Desse valor, R$ 0,30 são subsidiados pela União e os R$ 0,16 restantes é completado por meio da redução de alguns dos impostos que incidem diretamente sobre o valor do diesel, como é o caso do PIS/Cofins e a Cide. Além disso, a União também congelou o preço do óleo diesel por 60 dias. 

Já o governo estadual mudou o valor base do cálculo do ICMS sobre o diesel, com isso, no Estado, o combustível sai da refinaria com o valor do litro custando R$ 0,51 a menos. 

CONFIRA OS PREÇOS REGISTRADOS PELO PROCON NA GRANDE VITÓRIA

 

Ver comentários