Notícia

Morte de Eliezer Batista repercute entre empresários capixabas

Representantes do setor empresarial e personalidades do cenário político lamentaram a morte do ex-ministro de Minas e Energia

Eliezer Batista faleceu nesta segunda-feira (18)
Eliezer Batista faleceu nesta segunda-feira (18)
Foto: Flickr/FGV

A morte do empresário e ex-ministro Eliezer Batista aos 94 anos na noite desta segunda-feira (18) repercutiu entre o setor empresarial capixaba. Representantes do setor e personalidades do cenário político lamentaram a morte do ex-ministro de Minas e Energia.

Em nota, o governador Paulo Hartung (MDB) lamentou a perda e decretou luto oficial de três dias no Estado. “O ex-ministro fez parte de uma geração visionária no país. Doutor Eliezer também sempre demonstrou um enorme carinho por Pedra Azul”, disse.

> Morre Eliezer Batista, presidente da Vale que projetou Tubarão

Os representantes do setor empresarial ressaltaram a importância do empresário para o desenvolvimento econômico do Estado. “O Brasil perde uma liderança importante, desenvolvimentista, que sempre esteve à frente do pensamento econômico e sempre inspirou o empreendedorismo com projetos que marcaram e marcam a economia do Espírito Santo e do país”, disse o presidente da Findes, Léo de Castro.

A visão “à frente do seu tempo” de Eliezer Batista também foi mencionada pelos empresários. “Lamento a perda de um dos maiores visionários do Brasil, que proporcionou um grande desenvolvimento no mercado internacional unindo exploração e comercialização de minério com uma logística muito à frente do que imaginávamos”, afirmou o presidente do ES em Ação, Wagner Chieppe.

O presidente da Fecomércio, José Lino Sepulcri, afirmou ainda que a notícia deixa no Estado uma lacuna enorme. “É uma perda irreparável. Recebemos essa notícia com muita tristeza. O Espírito Santo era, no passado, representado por uma figura brilhante”, afirmou.

RELAÇÃO COM O ESTADO

Além da importância para o desenvolvimento da economia, Eliezer Batista também foi lembrado por ter uma relação de carinho com o Espírito Santo. “Foi um homem que o Espírito Santo precisa homenagear muito. Foi ele quem desbravou e descobriu a Pedra Azul. A região é naturalmente maravilhosa, mas foi ele quem promoveu”, disse o empresário Jonice Tristão.

O ex-governador Artur Carlos Gerhardt Santos também comentou a relação do empresário com o Estado. “Ele foi muito importante para o Espírito Santo em muitos aspectos. Além de desenvolver a Vale e o salto que deu no Porto de Tubarão, fez uma grande campanha para o desenvolvimento da região de montanhas capixabas”, comentou.

A MORTE

O ex-presidente da Vale e ex-ministro de Minas e Energia Eliezer Batista morreu nesta segunda-feira (18) no Rio de Janeiro aos 94 anos. Ele estava internado no Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A causa da morte não foi confirmada.

 

 

Ver comentários