Notícia

Combustíveis e habitação puxam para cima a inflação de Vitória

No acumulado do ano, a inflação na capital capixaba já subiu 3,78%

Gasolina: reajustes nos preços pesaram mais no bolso do capixaba em setembro
Gasolina: reajustes nos preços pesaram mais no bolso do capixaba em setembro
Foto: Divulgação

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em Vitória, considerado a inflação oficial, ficou em 0,88% em setembro. A alta registrada no mês foi puxada, principalmente, pelos reajustes dos preços dos combustíveis, além de habitação e educação. No país, o índice subiu 0,48%, o maior para o mês de setembro dos últimos três anos, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No acumulado do ano, a inflação na capital capixaba já subiu 3,78%. Por grupos de produtos e serviços, o IPCA no Espírito Santo teve alta de 7,04% na Habitação e 5,26% nos Transportes (combustíveis).

No Brasil, o acumulado em 12 meses tem índice de 4,53%, acelerando frente aos 4,19% dos 12 meses imediatamente anteriores. É a primeira vez no ano que o IPCA em 12 meses fica acima do centro da meta do Banco Central, que é de 4,5% para o ano, com margem de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

O segmento de Transportes (combustíveis) também foi um dos que mais pesaram no bolso dos brasileiros em setembro, com alta de 1,69%, seguido por Despesas Pessoais (0,38%) e Habitação (0,37%).

Ver comentários