Notícia

Ana Paula Vescovi é cotada para presidir a Caixa Econômica Federal

Economista capixaba, que é a número 2 da Fazenda do atual governo, pode ser convidada a assumir comando do banco no governo Bolsonaro

Ana Paula Vescovi é secretária-executiva do Ministério da Fazenda
Ana Paula Vescovi é secretária-executiva do Ministério da Fazenda
Foto: Saulo Cruz

A economista capixaba e secretária executiva do Ministério da Fazenda, Ana Paula Vescovi, é cotada para assumir a presidência da Caixa Econômica Federal, segundo apuraram o jornal "O Estado de S. Paulo" e o "Broadcast" (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado).

Considerada linha dura, a número dois da Fazenda é presidente do conselho de administração da Caixa, onde bateu de frente com o comando do banco para promover mudanças profundas nas vice-presidências e cargos de direção.

Antes disso, a economista capixaba foi secretária do Tesouro Nacional, cargo que assumiu após deixar a Secretaria da Fazenda do Espírito Santo, em que esteve à frente por um ano e meio, entre 2015 e 2016.

Leia também

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, também é cotado para permanecer no governo, mas ainda não foi convidado formalmente, segundo fontes. O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, tem conversado com muitas pessoas para formar a sua equipe e, segundo interlocutores, está com o "pé no chão", mas ainda não há decisão.

PLANOS

Na conversa desta terça-feira (06) de Guedes com o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, não houve convite formal. A conversa foi sobre temas fiscais e da Fazenda e problemas que ainda preocupam a atual equipe econômica, como a agenda de reformas, principalmente a da Previdência.

O Ministério Fazenda fez o Livro Branco da transição e a parte do Tesouro é um capítulo de 90 páginas. Em uma das seções, o Tesouro levantou riscos fiscais que precisam ser acompanhados e mudanças institucionais que podem ser importantes.