Notícia

Setor atacadista é o que mais recebe incentivo fiscal do Estado

Mais de 900 empresas do ramo possuem algum tipo de desconto nos impostos

Empresa atacadista:  935 negócios do setor no Espírito Santo possuem algum incentivo fiscal do governo
Empresa atacadista: 935 negócios do setor no Espírito Santo possuem algum incentivo fiscal do governo
Foto: pixabay

O setor atacadista no Espírito Santo é o que mais recebe incentivos fiscais do governo estadual. No total são 935 empresas beneficiadas com isenções tributárias por meio dos programas Invest-ES e Compete-ES. Somados todos os setores, são 1.822 grupos que recebem algum tipo de benefício.

Entre as empresas que recebem incentivos estão a WEG, ArcelorMittal, Garoto, Gol, entre outras. A lista com as empresas que recebem desconto nos impostos foi apresentada ontem pelas Secretarias de Estado de Controle e Transparência (Secont) e da Fazenda (Sefaz).

Entre os municípios, o que abriga o maior número de empresas que recebem benefícios é a Serra, com 655 negócios. Na sequência aparecem Vila Velha (245), Cariacica (233), e Vitória (149). 

Leia também

Havia a expectativa de que fossem divulgados os valores dos incentivos, bem como o faturamento e o número de funcionários das empresas. Porém, segundo o secretário de Estado da Fazenda, Rogélio Pegoretti, tal divulgação pode prejudicar o Estado.

“Essa divulgação pode colocar o Espírito Santo em desvantagem frente a outros Estados, tendo em vista que eles poderão lançarem um mecanismo para tirar as empresas daqui. Só vamos fazer essa divulgação quando outros Estados da federação divulgarem os dados deles”, afirmou.

Já o secretário de Estado de Controle e Transparência, Edmar Camatta, destacou que a divulgação está sendo feita com responsabilidade. “Abrir dados permitirá ao Espírito Santo retomar a excelência em transparência e não prejudicará o empreendedorismo”, comentou.

De acordo com Camatta, a abertura dos dados foi uma das promessas de campanha do governador Renato Casagrande.

Até 2015 existia um artigo na Constituição Estadual que obrigava a divulgação de quanto cada empresa recebia de incentivo. Em dezembro daquele ano, no entanto, uma Proposta de Emenda Constitucional vetou a obrigação da divulgação dos dados.

Camatta informou que o governo não vai enviar para a Assembleia Legislativa um texto que reobrigue a apresentação dos dados. No entanto, ele acredita que tais informações não vão deixar de serem apresentadas à população.

O coordenador do curso de Administração da UVV, professor Fabrício Nunes Azevedo, acredita que sem os benefícios fiscais o Estado não atrairia grandes empresas. Por outro lado, ele observa que, aparentemente, o Estado dá mais descontos do que recebe em benefícios.

“Há uma guerra fiscal muito grande entre os Estados, em que empresas são disputadas para instalação de suas sedes e, acredito que são dados mais descontos do que são gerados em receita para o Estado”, avaliou.

SAIBA MAIS

Conheça os dois incentivos do estado Invest-ES

É voltado, exclusivamente, para empresas de outros Estados que têm interesse em transferir a sede para o Estado, ou abrir uma filial aqui.

Compete-ES

Tem como objetivo promover o crescimento de diversos setores no Estado. É voltado para empresas que já estão instaladas no Estado.

OS CAMPEÕES

MUNICÍPIOS COM MAIS EMPRESAS BENEFICIADAS

Serra: 655 empresas que possuem incentivos

Vila Velha: 245 empresas

Cariacica: 233 empresas

Vitória: 149 empresas

Linhares: 79 empresas

Cachoeiro de Itapemirim: 76 empresas

Colatina: 64 empresas

SETORES COM MAIS BENEFÍCIOS

 

 

Comércio atacadista: 935 empresas beneficiadas

Vila Velha: 245 empresas

Comércio on-line: 211 empresas

Bares e restaurantes: 149 empresas

Rochas ornamentais: 93 empresas

Vestuário: 50 empresas

Serviços logísticos e importação: 25 empresas

Ver comentários