Notícia

Nova fábrica de calçados em Colatina deve gerar mil empregos

Operação prevista para começar em julho absorverá, inicialmente, 150 trabalhadores diretos

Fachada da fábrica de calçados Zenglein, em Novo Hamburgo (RS). Nova unidade será instalada em Colatina
Fachada da fábrica de calçados Zenglein, em Novo Hamburgo (RS). Nova unidade será instalada em Colatina
Foto: Divulgação

O Espírito Santo foi escolhido como segunda casa de uma fábrica gaúcha de calçados. Com matriz em Novo Hamburgo (RS), a Zenglein confirmou a vinda para o Estado – especificamente para Colatina, na região Noroeste – e deve começar as operações em julho. Inicialmente, por causa do limite físico do prédio que deve ser locado, a empresa absorverá 150 trabalhadores.

Ao todo, no entanto, a indústria pretende criar mil empregos diretos até o próximo ano, quando deve ficar pronta a nova e própria estrutura na cidade. Para recrutar a mão de obra, a marca estruturou junto à Prefeitura de Colatina e ao Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) um formato de pré-seleção, que deve entrar em funcionamento entre maio e junho.

> Candidatos lotam ginásio em busca de emprego em Cachoeiro

Para aqueles que têm interesse nas vagas, a gerente de contabilidade Rejane Thomas pede calma. “Fomos surpreendidos com muitos e-mails e currículos, mas não adianta mandar por enquanto. Como temos nossas outras unidades, vai gerar confusão. Orientamos que as pessoas aguardem a divulgação pela administração municipal, que já sabe o perfil que precisaremos”, explicou.

Leia também

Nesta terça-feira (2), a empresa protocolou o projeto por meio do Programa de Incentivo ao Investimento no Estado do Espírito Santo (INVEST-ES); e aguarda, desde então, a aprovação e o retorno do governo estadual para prosseguir com a instalação em Colatina. A escolha da cidade veio depois de visitar outros três municípios das regiões Norte e Noroeste.

Para a secretária Municipal de Desenvolvimento Econômico de Colatina, Kátia Caliari, a já consolidada confecção de vestuário local colaborou para a preferência. “O setor agrega valor para a vinda dessa empresa. Além de sermos um polo convergente na região e termos mão de obra disponível e qualificada”, opina.

> 28 concursos públicos abertos com salário de até R$ 35 mil

No primeiro momento, a fábrica produzirá sapatilhas e chinelos. Conforme for capacitando os trabalhadores, a ideia é expandir a produção com outras linhas de calçados. Para o município, o benefício é enorme, pela geração de renda e emprego. A administração municipal estima que, além dos empregos diretos, três vezes mais vagas sejam abertas indiretamente.

Ver comentários