Notícia

Banestes tem lucro recorde de R$ 63 milhões no 1º trimestre de 2019

Patrimônio Líquido atingiu o saldo de R$ 1,5 bilhão no primeiro trimestre, crescimento de 9,3% se comparado ao mesmo período de 2018

Agência do Banestes em Vitória
Agência do Banestes em Vitória
Foto: Arquivo

O Banestes registrou lucro recorde de R$ 63 milhões no primeiro trimestre deste ano. O resultado é 171,2% superior em relação ao igual período de 2018. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (14) pela instituição financeira do Estado.

A Carteira de Crédito Ampliada registrou um saldo de R$ 5,7 bilhões no fim do primeiro trimestre do ano, apresentando crescimento de 1,6% contra o saldo do mesmo período de 2018 e recuo de 2,3% contra o trimestre anterior. As maiores evoluções do trimestre, em comparação ao mesmo trimestre de 2018, foram registradas pelas concessões na modalidade de empréstimos (+6,3%), pelos financiamentos imobiliários (+20,8%) e pelas operações de cartão de crédito (+15,3%).

Leia também

O governador do Estado, Renato Casagrande, ressaltou que o resultado foi extraordinário e permite projetar um resultado positivo ao fim deste ano. “Tomamos uma decisão importante de aumentar a liquidez do banco. O acordo que fizemos com a Petrobras nos fez aportar no mês passado R$ 615 milhões. Hoje estamos aportando mais R$ 350 milhões da Participação Especial. Então, basicamente, R$ 1 bilhão foi depositado no banco nesses últimos dias. Isso dá ao banco, de fato, uma possibilidade de ampliação de capacidade de operação no mercado e, para nós, fortalecer o banco é importante”, afirmou.

O Patrimônio Líquido atingiu o saldo de R$ 1,5 bilhão no primeiro trimestre de 2019, crescimento de 9,3% se comparado ao mesmo período de 2018 e de 2,1% em relação ao saldo do trimestre anterior.

Um dos vetores de crescimento do Banestes, o cartão “Banescard” conseguiu se conectar a mais de 2 milhões de estabelecimentos comerciais credenciados às redes Cielo, Getnet, Bin e Rede em todo o Brasil. No primeiro trimestre do ano, foram mais de seis milhões de operações, expansão de 5% em comparação ao mesmo período de 2018.

O valor transacionado em compras e saques com os cartões de débito e crédito atingiu R$ 428 milhões e obteve crescimento de 4,4% contra 2018.

Ver comentários