Notícia

Novo conilon capixaba vai reduzir custos de produção

Segundo pesquisadores, plantar este tipo de grão vai render economia de até 30% nas lavouras

Plantação de café conilon
Plantação de café conilon
Foto: Arquivo/AG

Uma nova cultivar capixaba de café conilon, ou seja, um novo tipo deste grão, já chega como motivo de comemoração para os cafeicultores. Isso porque ela deve reduzir os custos de produção do fruto em até 30%.

>Tecnologia capixaba cria supercafé que resiste à seca

Além disso, a produtividade das plantas chega a ser 11% superior a de outras variedades capixabas de café que foram lançadas ao longo dos anos.

A cultivar, batizada de “Conquista ES8152”, foi desenvolvida por pesquisadores do Programa de Melhoramento do Conilon do Incaper. Seu lançamento será no próximo dia 26 em Cachoeiro de Itapemirim, na Região Sul do Estado.

Segundo Abraão Carlos Verdin Filho, pesquisador e coordenador técnico de cafeicultura do Incaper, a seca de 2014 fez com que os produtores se atentassem mais para os seus cultivos.

>Os segredos da bebida que é paixão dos brasileiros

“Vínhamos até este período com os agricultores em busca de um material genético mais homogêneo, clonal. Porém, depois da seca, eles começaram a pensar mais sobre a necessidade da variação do material genético que estão plantando.”

A situação gerou a oportunidade de reinserir a cultura do plantio de sementes no campo. Em 34 anos de programa, apenas uma das dez variedades de conilon lançadas não era clonal, a Robusta Tropical (2000).

>Produção familiar leva café capixaba para o mundo

Diferentemente das variedades clonais, que são normalmente formadas de nove a 14 clones, as de sementes são geradas a partir de 56 materiais genéticos (pais) diferentes.

Ao longo dos anos acabamos reduzindo a base genética das lavouras de café usando muitos clones. Quando reinserimos as sementes, começamos a ter plantações mais sustentáveis e diversificadas
Abraão Carlos Verdin Filho, pesquisador do Incaper

Leia também

O conilon é a principal fonte de renda de 78 mil famílias no Estado e está presente em 64 dos 78 municípios capixabas. As sucessivas safras recordes na cafeicultura pressionaram para o baixo preço da saca do grão, e os custos de produção cresceram nos últimos anos, cenário que deixou o produtor preocupado.

>Confira 15 curiosidades sobre o café capixaba

Romário Gava Ferrão, coordenador do desenvolvimento da cultivar e pesquisador do Incaper, explica que os grãos vão gerar de 20% a 30% de economia nas lavouras. Isso porque as mudas vão custar metade do preço das clonais, além disso, haverá menor necessidade de irrigação.

Conseguimos selecionar um material mais tolerante à seca e que tenha um bom desenvolvimento dentro da diversidade de climas que existem no Estado. A “Conquista ES8152” vai beneficiar principalmente o pequeno produtor que tem dificuldade de comprar as mudas devido ao preço
Romário Gava ferrão, pesquisador do Incaper

Os tamanho dos grãos de conilon produzidos pela nova cultivar varia de médio a grande. “Os grãos geram uma bebida superior, com pontuação acima de 80 pontos conforme classificação mundial”, afirma Ferrão.

Saiba mais

Conquista ES8152

Plantio

Essa cultivar é propagada por sementes. As mudas demoram seis meses para estarem prontas para o plantio. Depois de plantadas, começam a produzir a partir do segundo ano.

Composição

Ela é composta por 56 materiais genéticos, entre clones e híbridos, e foi escolhida dentre 3 mil materiais.

Resistência

Tem resistência moderada à ferrugem, principal doença do café, e sobrevive a condições de seca apresentando bom desempenho.

Economia

Por ser propagada por semente, suas mudas são 50% mais baratas. Além disso, tem menor gasto com irrigação.

Produtividade

É de 74 sacas por hectare em condições normais de cultivo, número 11% maior do que o das demais variedades.

Tipo de bebida

Bebida superior, com grãos de tamanho médio a grande e com mais de 80 pontos.

Ver comentários