Notícia

Grupo que deu prejuízo de R$ 6 milhões ao INSS na mira da PF no ES

Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em Vila Velha contra organização criminosa especializada em fraudar benefícios

14 policiais federais participaram da operação
14 policiais federais participaram da operação
Foto: Fernando Madeira

Quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Polícia Federal em endereços de Vila Velha na manhã desta quarta-feira (17). O alvo da "Operação Efígie" é uma organização criminosa, com atuação no Espírito Santo e Bahia, que pratica fraudes contra o INSS. Os cálculos indicam que o grupo teria gerado um prejuízo de cerca de R$ 6 milhões ao órgão.

Segundo as investigações, o grupo, com a utilização de documentos falsos para criação de pessoas fictícias, fazia saque de Benefícios de Prestação Continuada de Amparo ao Idoso.

> Organização que fraudava INSS é alvo da Polícia Federal no ES

Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Vitória. A operação, que teve a participação de 14 policiais federais, contou com o apoio da Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT), do Ministério da Economia.

Os crimes investigados são o uso de documento falso, falsidade ideológica, falsificação de documento público, estelionato qualificado e organização criminosa, podendo chegar a 14 anos de reclusão.

Segundo a Polícia Federal, a ação desta quarta é um desdobramento da Operação 5x7 deflagrada pela PF/ES em junho de 2019 e tem como objetivo identificar eventuais produtos do crime.

Ver comentários