Notícia

Senadores fecham acordo para concluir votação da Previdência em outubro

Casa fez calendário para trâmites de matéria. Governo federal prometeu destravar projetos do pacto federativo em troca da aprovação

Plenário do Senado

Os líderes do Senado fecharam um acordo para concluir a votação da reforma da Previdência no dia 2 de outubro. O primeiro turno da votação ocorrerá no dia 18 de setembro e segundo turno no dia 2 de outubro, de acordo com calendário definido em reunião nesta terça-feira (13).

Com isso, a promulgação da reforma da Previdência será feita entre 8 e 10 de outubro, de acordo com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Os pontos incluídos por senadores serão convertidos em uma proposta paralela que irá para a Câmara.

> Reforma da Previdência: Câmara conclui votação e projeto vai ao Senado

Um dos temas que podem ser colocados no texto paralelo é a inclusão de Estados e municípios nas mudanças da Previdência.

O acordo no calendário envolveu a votação de propostas do chamado pacto federativo, que envolve a distribuição de recursos para Estados e municípios.

Pelo calendário aprovado, o parecer do senador

Tasso Jereissati

(PSDB-CE) na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania está previsto para 28 de agosto e a votação na comissão, se dará em 4 de setembro. No plenário, a votação em primeiro turno está prevista para 18 de setembro, em segundo turno, em 2 de outubro.

PACTO FEDERATIVO

O governo de

Jair Bolsonaro

(PSL) prometeu nesta terça-feira (13) destravar os projetos do

pacto federativo

em troca da aprovação da reforma da Previdência.

> Previdência: PEC paralela deve ter mudanças para PMs e bombeiros