Notícia

Linhares é o terceiro maior produtor de café do Brasil

A colheita da cidade em 2018 (42,8 mil toneladas) foi a maior dos últimos 26 anos

Café é um dos principais produtos de exportação do setor agrícola do Espírito Santo
Café é um dos principais produtos de exportação do setor agrícola do Espírito Santo
Foto: Pixabay

A cidade de Linhares, na região capixaba do Rio Doce, é a terceira maior produtora de café do país. No ano passado, o município produziu 42.806 toneladas (t) do grão. A vocação para a cafeicultura, junto ao emprego de tecnologia e melhoramento genético das lavouras, contribuíram para que o resultado fosse positivo.

>Colheita de conilon até 20% maior em 2019 no ES

A produção do município só foi menor do que a das cidades mineiras de Patrocínio (82,8 mil t) e Três Pontas (43,3 mil t).

A atual posição de Linhares é bem melhor do que a dos anos anteriores. De acordo com a Pesquisa Agrícola Municipal (PAM), do IBGE. Em 2017, o município produziu 18.720 toneladas. Com isso, ela foi a 17ª cidade que mais colheu grãos. Já em 2016, a colheita foi ainda menor, 16.983, dando apenas a 38ª colocação entre as cidades produtoras de café.

Devido à sua baixa altitude e ao seu clima quente, Linhares produz majoritariamente o café conilon, ou canephora. De acordo com a série histórica do IBGE, a colheita da cidade em 2018 foi a maior dos últimos 26 anos, perdendo apenas para 1993, quando colheu 46,2 mil t. do grão.

>Ciclo de baixa no preço do café deve permanecer até 2021 no ES

Segundo o secretário de Agricultura de Linhares, Franco Fiorotti, o café é a principal cultura do município. “A união do perfil tecnológico que os produtores vêm adotando nas plantações junto ao perfil empresarial, desde os pequenos aos grandes produtores, está dando bons frutos. Eles estão investindo em ter uma lavoura cada vez melhor”, conta.

A produtividade média de Linhares no ano passado foi superior à média estadual. “Enquanto a do Espírito Santo chega a 35,3 sacas por hectare colhido, a nossa é de 48,2 sacas por hectare”, diz Fiorotti.

Crescimento

O Espírito Santo continua sendo o segundo maior produtor de café do país, perdendo apenas para Minas Gerais. O Estado é responsável por 22,8% de toda a produção nacional de café e 66,3% do conilon.

A produção total de café em 2018 foi de 811,1 mil toneladas, um aumento de 46,8% em relação à produção de 2017. No ano passado, foram produzidas 589,5 mil toneladas de café canephora, 72,7% do total do café produzido no Estado, e 221,6 mil toneladas de café arábica (27,3%).

>Com 573 mil toneladas, ES bate novo recorde na exportação de café

De acordo com o presidente do Centro de Comércio do Café de Vitória (CCCV), Jorge Luiz Nicchio, não foi apenas a produção de café do Estado que melhorou em 2018, mas também a exportação. No ano passado, o Espírito Santo enviou 2,4 milhões de sacas.

“Neste ano, esperamos que sejam comercializadas 4 milhões de sacas com o mercado externo. Estamos recuperando o tempo perdido, quando tivemos colheitas ruins devido à crise hídrica que atingiu o Estado entre 2015 e 2017. Com a baixa na produção, exportamos em 2015 e 2016 cerca de 500 mil sacas de café ano”, conta.

SAIBA MAIS

Espírito Santo

O ES é o segundo maior produtor de café do país. Em 2018, foram produzidas 589,5 mil toneladas de café conilon, 72,7% do total do café produzido no Estado, e 221,6 mil toneladas de café arábica (27,3%).

Ranking de cidades no Brasil

1º Patrocínio (MG)

82,8 mil toneladas

2º Três Pontas (MG)

43,3 mil toneladas

3º Linhares (ES)

42,8 mil toneladas

Ranking de cidades no Espírito Santo

1º Linhares

42,8 mil toneladas

2º Rio Bananal

33,9 mil toneladas

3º Jaguaré

33,2 mil toneladas

São Mateus

30,7 mil toneladas

Ver comentários