Notícia

Boho chique: um mix de estilos e muito bom gosto

Tendência une cores, texturas e estilos para criar decoração única e autêntica

Suzana e Juliana Schermann se  inspiraram   no movimento hippie dos anos 60
Suzana e Juliana Schermann se inspiraram no movimento hippie dos anos 60
Foto: Divulgação

Uma decoração que foge do padrão tradicional, mas sem deixar de lado a elegância e a personalidade. Assim é o estilo boho chique, derivado do inglês Bohemian Chic. Um mix que pode ir do hippie ao romântico.

“Como não há um padrão a ser seguido, os ambientes criados sempre serão autênticos. As cores são mais que bem-vindas, assim como as estampas, que podem ser misturadas. A dosagem fica por conta de cada um”, comenta a designer de interiores Melina Mundim.

Ela criou um quarto para uma estudante de moda onde a alegria transborda. Há pufes de crochê e com estampa étnica para relaxar, baús que lembram as viagens, tapete que remete à casa da avó, quadros e elementos que traduzem o que estuda e uma cama repleta de texturas e cores.

Leia também

Melina afirma que peças de antiquário, brechós ou móveis antigos em outra função são características do estilo. “Um toque artesanal ou do tipo ‘faça você mesmo’ sempre tem lugar. Dá para começar aos poucos, garimpando. A cada novo item, tudo pode mudar de lugar.”

Já a arquiteta Najla El Aouar preparou um lounge baseado em uma fusão de texturas, cores, épocas e etnias. Partindo do sofá, uma releitura dos anos 60, que recebeu uma manta confeccionada em patchwork pela avó da proprietária,que está em uso há três gerações. A cortina foi confeccionada com tecido natural em tons dourados, trazido de uma viagem ao Oriente.

A mesa de centro abriga os pufes que também receberam capa de tecido em patchwork, trazendo o mix de cores. “É possível reunir histórias e memórias em um mesmo local, sem muitas regras a seguir, a não ser a dosagem correta de peças.”

As designers de interiores Suzana e Juliana Schermann projetaram um quarto para uma adolescente, antenada na moda, descolada e fã do estilo, inspirado nos índios americanos e no movimento hippie dos anos 60. “O ambiente reúne muitas penas, colorido, panos e instrumentos musicais soltos. Nas cortinas e na cama, franjas em tons pastéis dão mais leveza e, ao mesmo tempo, um charme especial. A coleção de leques ganhou destaque nas caixas de acrílico”, conta Suzana.

Ver comentários