Notícia

Louvre vai expor obras roubadas pelos nazistas para encontrar donos

Museu tem 296 telas de posse indefinida

Museu do Louvre, Paris
Museu do Louvre, Paris
Foto: Flickr / Marco Sousa

O museu do Louvre vai colocar 31 telas em exposição permanente num esforço para encontrar os verdadeiros donos de obras roubadas pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

O museu parisiense vai abrir duas salas com os quadros. Mais de 45 mil objetos foram devolvidos a seus donos após a guerra, no entanto mais de dois mil ainda permanecem não identificados, entre eles 296 telas armazenadas no Louvre.

"Essas telas não nos pertencem”, disse Sebastien Allard, diretor do departamento de pinturas do Louvre. “Museus muitas vezes agiram como predadores no passado, mas nosso objetivo é devolvê-las.”

Leia também

Os quadros nas duas novas salas são de vários artistas de diferentes eras, incluindo uma paisagem de Theodore Rousseau, "La Source du Lizon". Outras obras roubadas ainda mais famosas já estiveram em exposição no museu, mas os visitantes não necessariamente sabiam de sua origem. Nos museus franceses, quadros recuperados pelas autoridades são identificados com o selo "MNR", iniciais de "Recuperação Nacional de Museus", em francês.

"Precisávamos dar mais atenção ao caso e aumentar a consciência do público", diz Allard. "Consideramos importante destacar a condição específica desses trabalhos, que não estão listado em nossos inventários."

Ver comentários